Saúde e Fapitec divulgam projetos selecionados pelo PPSUS

Canal Viva Bem


A Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (Fapitec/SE) divulgou nesta sexta-feira, 14, a lista de projetos de saúde selecionados pelo edital MS/CNPq/FAPITEC-SE/SES Nº 06/2007 do Programa de Pesquisa para o Sistema Único de Saúde (PPSUS). Esta semana, um seminário selecionou os projetos deste edital e promoveu a avaliação final dos projetos lançados pelo edital MS/CNPq/FAP-SE/SES-SE Nº 04/2004.


De acordo com Fátima Lima, gestora na área de Promoção à Saúde da SES, a Secretaria da Saúde é parceira e incentiva o desenvolvimento de projetos que tenham relevância para o Sistema Único de Saúde (SUS), já que um dos principais objetivos do PPSUS é o de promover o desenvolvimento de pesquisa científica com temas voltados para a saúde pública.


“As pesquisas foram coordenadas por professores pesquisadores de instituições públicas e privadas do Estado. Na terça e quarta-feiras foram avaliados os projetos do edital Nº 06/2007 e nesta quinta foram apresentados os resultados das 14 propostas financiadas pelo edital de 2004”, explicou Fátima, acrescentando que foram descritas a metodologia utilizada, o objeto de pesquisa, o desenvolvimento, os resultados obtidos e qual a relevância e a aplicabilidade destes projetos no SUS.


Conforme José Ricardo Santana, diretor-presidente da Fapitec, o seminário aproximou a instituição da SES. “Não basta fazer as pesquisas, é necessário que os gestores da saúde as utilizem em benefício da população”, disse.


Participaram do seminário Alex França, coordenador do Centro de Atenção à Saúde de Sergipe (CASE), Flávia Borelli, coordenadora pedagógica da Escola Técnica do SUS (ETSUS), Florice Brito, técnica da equipe pedagógica da ETSUS, Marina Manzano, coordenadora da Atenção Especializada da SES e Verônica Távora, diretora clínica da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes.


Seminário


Nos dias 11 e 12, a avaliação do PPSUS aconteceu na sede da Fapitec/SE. Já o seminário final desta quinta, 13, ocorreu das 8 às 12 horas e das 14 às 17 horas no auditório do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SE). No primeiro dia, os projetos submetidos ao edital de 2007 foram apreciados conjuntamente em relação aos seus méritos e relevância sócio-sanitária por uma comissão de especialistas composta por pesquisadores/doutores.


No dia 12, aconteceu a avaliação pelo comitê gestor, que representa a instância final de deliberação para aprovação dos projetos qualificados para a obtenção de financiamento por meio do PPSUS. O comitê é composto paritariamente por representantes do Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde (Decit), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Fundação de Apoio a Pesquisa e Inovação Tecnológica de Sergipe (FAPITEC/SE) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES).


Exemplo


A pesquisa Crescimento, composição corporal e desempenho físico de crianças e adolescentes do município de Aracaju/SE foi um dos projetos do edital de 2004. O coordenador do projeto, o professor Roberto Jerônimo, do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP), realizou a pesquisa com uma equipe formada por quatro professores e sete alunos de uma universidade particular de Aracaju.


Durante três anos, eles estudaram o tema junto a crianças e adolescentes de 7 a 18 anos que estudam na rede estadual de ensino público. E uma das conclusões da pesquisa foi a prevalência de sobrepeso, obesidade e alto índice de sedentarismo.


“A frequência de sedentários é muito grande em Aracaju, para se ter uma idéia da dimensão, 98% dos alunos do ensino médio não praticam nenhuma atividade física. Eles relataram que, devido à aproximação com o vestibular, bnão sobra tempo para praticar esportes, como também a ansiedade aumenta e eles comem mais”, relatou o professor Roberto Jerônimo, acrescentando que os dados da pesquisa constataram que 85,2% das crianças e adolescentes do sexo feminino são sedentrários, assim como 69,8% do masculino.


Segundo ele, a partir de agora, será feito, juntamente com o acompanhamento de professores de Educação Física, uma proposta de intervenção para diminuir estes índices que acabam por onerar consideravelmente o SUS. “Quando estes jovens ficarem mais velhos, eles poderão ter sérios problemas cardiovasculares, entre outros, o que implicará custos muito altos para o SUS, tanto no tratamento, quanto em internações nos hospitais”, concluiu o professor.


Áreas


Os projetos qualificados contemplam as seguintes áreas temáticas: Fitoterápicos, Diagnóstico Molecular, Saúde da Criança e do Adolescente, e Saúde e Ambiente. Todos foram escolhidos, dentre muitos critérios, pela coerência com as demandas específicas da SES em consonância com a Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisas em Saúde (ANPPS) por buscarem respostas às lacunas de conhecimento sobre o tema no estado e pelo impacto positivo nas condições de saúde da população.


Já o Edital 06/2007 é o primeiro, do PPSUS, lançado sob a gestão da Fapitec/SE. As propostas aprovadas serão financiadas com recursos estimados em R$ 450 mil. Uma parte do financiamento é oriunda do Decit e repassada ao CNPq, e a outra, referente à Fapitec/SE, é proveniente do Fundo Estadual para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funtec) e da SES, através do Fundo Estadual de Saúde.


Projetos qualificados


1) Efeito dos ácido úsnico extraído da Cladonia substellata Vainio no combate à infecção por Schistosoma mansoni – Adriano Antunes de Souza Araújo (UFS)


2) Desenvolvimento de metodologia para a especiação e determinação de antimônio em medicamentos utilizados no tratamento de Leishmaniose por eletroforese capilar – Ana Paula Gebelein Gervasio (UFS)


3) Avaliação do potencial terapêutico de plantas medicinais utilizadas como antihipertensiva e antidiabética no povoado Colônia Treze em Lagarto/Se e implantação de uma Farmácia Viva – Angelo Roberto Antoniolli (UFS)


4) Desenvolvimento de sistemas microencapsulados contendo óleo essencial de espécies aromáticas da família Verbenaceae com ocorrência no semi-árido sergipano para controle larvicida do Aedes Aegypti – Rogéria de Souza Nunes (UFS)


5) Isolamento, síntese e relação estrutura-atividade de compostos obtidos da Phoradendron piperoides – Sócrates Cabral de Holanda Cavalcanti (UFS)


6) Avaliação clínica da potencial atividade ansiolítica do extrato seco de Erythrina velutina – Flávia Teixeira Silva (UFS)


7) Monitoramento das relações saúde e ambiente na Ilha de Santa Luzia – Vânia Fonseca (ITP)


8) Análise imunohistopatológica das lesões neurais cutâneas em adultos e crianças portadores de hanseníase – Ricardo Fakhouri (ITP)


9) Doença periodontal e baixo peso ao nascer e sua relação com níveis de citocina/ interleucina em puérperas de Aracaju – Ricardo Queiroz Gurgel (UFS)


10) Crescimento, composição corporal e desempenho físico de crianças e adolescentes do município de Aracaju (SE) – Roberto Jerônimo dos Santos Silva (ITP)


11) Impacto da mudança de estilo de vida no perfil pró-aterosclerótico em adolescentes obesos – José Augusto Soares Barreto Filho (UFS)


12) E-patite: Um sistema para triagem de doadores de sangue suspeitos de serem portadores de Hepatites – Leila Maciel de Almeida e Silva (UFS)


13) Início da Biologia Molecular em Endocrinologia no Estado de Sergipe. Triagem da Mutação de Itabaianinha no gene do receptor do Hormônio liberador do Hormônio de Crescimento e das mutações no gene da 21-Hidroxilase – Manuel Hermínio de Aguiar Oliveira (UFS)


14) Tipagem molecular de bifidobacterium tuberculosis isolados de pacientes com diagnóstico clínico de tuberculose pulmonar humana, na cidade de Aracaju, Sergipe – Rita de Cássia Andrade (UFS)