NOSSA SENHORA DO SOCORRO

Canal Viva Bem


Prefeitura restabelece energia no Mutirão do João Alves


Desde o início da semana que a iluminação pública da Praça no Mutirão no Conjunto João Alves, em Nossa Senhora do Socorro, foi regularizada. O espaço utilizado como área de lazer por crianças e adultos estava às escuras há pouco mais de um ano. Paralelamente, até o final da semana, os operários contratados pela Prefeitura deverão concluir serviços de limpeza de canteiros, recolhimento de lixo e pintura de meio fio de toda a área.


O comerciante José Freitas Santos, sócio do quiosque Stop Lanches, lembrou que por conta do escuro, 70% do movimento de seu estabelecimento havia caído. Ele disse que, desde que as luzes foram acessas, a população que reside no Mutirão voltou a freqüentar o espaço. “Os moradores daqui ficaram admirados com os postes acesos e a claridade na praça”, contou o comerciante ao confirmar que as crianças já voltaram a jogar bola no espaço. “Agente sabe que o prefeito ainda precisa fazer outras melhorias, mas sem iluminação a insegurança aqui estava insuportável”, destacou Freitas.


A comerciante Irene da Silva, que trabalha com lanches num tabuleiro na praça, também comentou que, devido a escuridão, era obrigada a recolher os produtos e retornar para casa mais cedo. Ela disse que com o retorno da iluminação vai ficar até mais tarde vendendo os seus produtos. “Nessa área tem muito vândalo, eu mesma já presenciei muito assalto e a escuridão ajudava a ação dos marginais” disse ao acrescentar que agora poderá trabalhar com mais tranqüilidade.


A exemplo dos demais comerciantes, a proprietária da lan house Suzimeire Dias da Silva elogiou o restabelecimento da iluminação pública. Ela disse que no passado houve ocasiões em que precisou fechar as grades e até baixar as portas para manter a segurança dela e dos clientes. “Quando percebíamos um movimento suspeito, de imediato fechamos a grade. Os assaltos aqui eram constantes e a qualquer hora do dia”, relembrou Suzimeire.


A iniciativa foi bem vista pelos moradores do Mutirão Jéferson dos Santos e Edilberto Vieira Dantas. Eles também acreditam que o vandalismo no local diminua e a comunidade possa contar com um espaço de lazer. “Vamos esperar que esse serviço não seja destruído”, comentaram.