PRODUÇÃO NACIONAL

Canal Viva Bem


Anvisa autoriza registro de genérico contra Aids da Fiocruz


A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) liberou na última semana de janeiro, o registro da versão genérica do medicamento contra a Aids Efavirenz 600 mg.A medida autoriza o Farmanguinhos, instituto ligado à Fiocruz, a dar início à fabricação do antirretroviral. O registro do produto foi publicado no “Diário Oficial da União” e os laboratórios devem entregar os primeiros lotes até 15 de fevereiro.


A produção inicial, segundo o Farmanguinhos, será de 2,1 milhões de comprimidos. Ao todo, o Ministério da Saúde encomendou a fabricação de 15 milhões de comprimidos, destinados a atender cerca de 80 mil pacientes no sistema público.


Cada comprimido fabricado pelos laboratórios do Farmanguinhos deve custar R$ 1,39. O preço da unidade do Efavirenz genérico, importado pelo Ministério da Saúde, é de US$ 0,46, ou seja, R$ 1,06. Mesmo com a diferença de preço, a diretoria do Programa Nacional de DST e Aids afirma que o foco da iniciativa é incentivar a produção nacional e diminuir a independência de tecnologia estrangeira.


Coquetel


O Efavirenz, produzido pelo laboratório norte-americano Merck, era um dos 17 medicamentos que compunham o coquetel contra Aids fornecido pelo Ministério da Saúde. Em 2007, o governo brasileiro declarou o Efavirenz objeto de interesse público, de modo que seu licenciamento compulsório pudesse passar pelas exigências da OMC (Organização Mundial do Comércio).


Ele foi substituído ainda em 2007 por uma versão genérica fabricada pelo laboratório indiano Ranbaxy.


Fonte: Folha de São Paulo