Estados Unidos não liberam antiinflamatório “top” no Brasil

Canal Viva Bem


O registro do antiinflamatório Prexige foi recusado nos Estados Unidos pela FDA (agência norte-americana que regula produtos alimentícios e farmacêuticos), o que impossibilita a sua comercialização no país. O remédio foi proibido na Austrália em agosto após a morte de dois pacientes.


 


Desde 2002, o laboratório suíço Novartis aguardava o aval da FDA. O remédio, usado para o tratamento de dores e problemas de artrite, é o segundo mais vendido do Brasil em sua categoria. O gerente médico do laboratório no Brasil, João Navarro, afirmou que, na grande maioria dos casos de complicações, “houve uso por um longo período ou a dose era acima da recomendada ou, ainda, os pacientes usavam outra medicação além do Prexige”.


 


No Brasil, a venda foi aprovada em 2005 pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Em nota, a agência diz que, “até o momento, não foram identificados motivos que levassem a agência a adotar medidas restritivas à comercialização do Prexige no país”.


 


Fonte: Folha de S.Paulo