Nutrição x Síndrome Metabólica

Canal Viva Bem


A alimentação de paciente com síndrome metabólica deve ser acompanhada de exercício físico a fim de preservar a massa muscular e potencializar a perda de massa gordurosa.O sucesso do tratamento neste caso depende da associação de medidas saudáveis,como atividade física regular ,tratamento medicamentoso e alimentação balanceada.Em pacientes com esta síndrome, a ingestão de colesterol deve ser reduzida a menos de 300mg, dieta rica em carboidratos e fibras, restrita em sódio, a gordura total não deve exceder 30% do valor calórico total (recomendação da Associação Americana de Diabetes) levando ao controle glicêmico,normalização dos níveis de colesterol sanguíneos,regularização do funcionamento do intestino,minimização dos sinais e  sintomas das doenças cardiovasculares. No universo de possibilidades dietoterápicas, merece destaque a possibilidade no incremento de alimentos funcionais.


 


Os alimentos funcionais podem ser naturais, como soja, omega 3 (encontrado no leite e derivados e nos peixes de água fria ) ou fibras,  azeite de oliva (processados pela indústria)ou adicionados como as margarinas com fitosteróis .No caso das margarinas enriquecidas com fitosteróis, destaca-se a possibilidade de manipulação nutricional, nesses casos, isola-se o componente funcional dos alimentos, concentra-se o seu poder terapêutico e adiciona-se em produtos já usuais.A intervenção nutricional deve aliar terapêutica dietoterápica à qualidade de vida, incorporando novos conceitos com práticas saudáveis.


 


Veja algumas dicas para alimentação nos casos de síndrome metabólica:


 


Consuma, pelo menos 5 porções de frutas, de preferência de cores diferentes, a fim de absorver várias vitaminas e minerais;


 


Consuma alimentos integrais todos os dias, como farelos de aveia e de trigo, arroz e macarrão integrais ;


 


Use bastante folhosos verdes em suas refeições;


 


Dê preferência às preparações assadas no forno, cozidos e grelhados;


 


Utilize o azeite de oliva extra-virgem em saladas, nas sopas e nas refeições (no máximo 2 colheres de sopa ao dia). Este alimento tem a função de prevenir o câncer e normalizar as taxas de colesterol sanguíneas;


 


Diminua o uso do sal nas preparações e  para apurar mais o sabor dos alimentos, abuse de temperos verdes , como alecrim, orégano, salsa, cebolinha, etc; 


 


Habitui-se a não consumir mais de uma fonte de carboidrato na mesma refeição por exemplo, se consumir arroz, abra mão do macarrão naquele horário e vice-versa ou se consumir batata inglesa cozida, abra mão do arroz e do macarrão naquela refeição;


 


Procure usar o inhame nas refeições em substituição ao pão, pois este tubérculo tem bastante ferro e fibras, dando maior sensação de saciedade e ajudando na normalização dos níveis sanguíneos de colesterol e glicemia;


 


Tenha atenção com os alimentos diet, pois estes também engordam. Na sua composição há gordura e diversos conservantes;


 


Logo, procure diminuir a quantidade de uso para educar o seu paladar e diminuir a necessidade de consumir doces;


 


Evite cozinhar os legumes na água prefira cozinhá-los no vapor para conservar as vitaminas e os minerais, além de não perder tanto as fibras neles existentes;


 


Quando for a uma festa, consuma algo dentro de seu programa alimentar antes de sair de casa e na festa dê preferência às preparações de forno ao invés das frituras;


 


Fracione as refeições durante o dia ( 5 a 6),sendo as três principais: desjejum, almoço e jantar e 2 a 3 lanches saudáveis;


 


Consuma, no mínimo 2 litros de água por dia;


 


Coma sempre as frutas com o bagaço. Estas contêm fibras, que dão saciedade, facilitam o trânsito intestinal e diminuem a absorção da glicose e do colesterol;


 


Inicie as refeições sempre por saladas cruas. Esta medida diminui o consumo excessivo dos outros alimentos mais calóricos;


 


Mastigue bem os alimentos. O nosso centro da saciedade precisa que nós o ajudemos a perceber o nosso ponto de saciedade no momento correto, além de facilitar a digestão e não sobrecarregar os outros órgãos na digestão;


 


Ao comprar leite e derivados,opte pelos desnatados e light. Mas atenção diabéticos: os produtos fontes de açúcar devem ser diet;


 


Diminua o consumo de carnes vermelhas para 2 a 3 vezes na semana,dando prioridade ao peixe a ao frango, que são carnes com menor teor de gordura saturada;


 


Evite os crustáceos (caranguejo,camarão,marisco,ostra,etc.) e vísceras (coração,moela,fígado. etc.), por estes serem fontes riquíssimas de colesterol;


 


Use vinagre de maçã ou limão no tempero das sala, pois são mais nutritivos;


 


Limite o consumo de gemas a 3 por semana, dando preferência às claras nas preparações;


 


Procure não se alimentar vendo televisão ou falando ao telefone porque você perde  a noção de quantidade por não estar concentrado na refeição;


 


“Eduque a sua geladeira”. Ela deve estar sempre pobre em guloseimas e cheia de alimentos saudáveis e frescos;


 


Dê preferência às frutas da estação. Estas são mais baratas, mais frescas e mais fáceis de encontrar.


 


Ana Josefina Diniz Silva Amado


Nutricionista


Serviço de Medicina Preventiva – Sempre Unimed