EMPREGO FORMAL

Canal Viva Bem


Sergipe fecha 2008 com saldo positivo


 


De acordo levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas de Sergipe (Dieese), com base nos dados do Cadastro Geral de Empregos (Caged), o nível de emprego formal em Sergipe registrou um aumento de 5,67%, no ano de 2008. Foram admitidos 85.510 trabalhadores assalariados com carteira assinada e desligados 76.472 gerando um saldo positivo de 11.038 trabalhadores maior saldo dos últimos dez anos.


Em 2008, os setores que mais geraram emprego formal foram Serviços (+5,91% ou +4.724 postos), Comércio (+6,58% ou +2.794 postos), Indústria de Transformação (+5,67% ou +1.744 postos), C. Civil (+4,66% ou +906), e a Agropecuária (+4,28% ou +523 postos).


No mês de dezembro de 2008 foram admitidos em Sergipe 5.052 trabalhadores assalariados com carteira assinada e desligados 7.532, gerando um saldo negativo de -2.480 trabalhadores.


No último mês de 2008, todos os setores tiveram queda no emprego formal. As maiores reduções foram registradas em Serviços (-1,35% ou -1.172 postos), Indústria de Transformação (-1,74% ou -579 postos), C. Civil (-1,90% ou -443), Comércio (-0,49% ou -227 postos), e a Agropecuária (-0,39% ou -51 postos).


 


Aracaju


No ano de 2008 o saldo do emprego em Aracaju foi de 6.076 trabalhadores. Foram admitidos 52.343 e desligados 46.267 trabalhadores. Em dezembro, foram admitidos em Aracaju 3.255 trabalhadores assalariados com carteira assinada e desligados 4.719, gerando um saldo negativo de -1.464 trabalhadores.