RIBEIRÓPOLIS

Canal Viva Bem


Bairro do Futuro é inaugurado na Serra do Machado


Nove meses após ter sido lançada a pedra fundamental, o Bairro do Futuro, localizado na Serra do Machado, município de Ribeirópolis, foi inaugurado no último domingo pelo empresário João Carlos Paes Mendonça. Construído pela Fundação Pedro Paes Mendonça com o objetivo de reduzir o déficit habitacional na comunidade, o bairro é composto de 65 casas, uma galeria com 13 pontos comerciais, uma praça de eventos e um campo de futebol.


O evento reuniu personalidades do mundo político, jurídico e empresarial, entre elas, o governador Marcelo Déda, os deputados federais Albano Franco e Valadares Filho, o ex-deputado federal Bosco Costa e os prefeitos Uíta Barreto (Ribeirópolis), Fábio Henrique (Nossa Senhora do Socorro) e Orlando Andrade (Canindé do São Francisco), os presidentes do Tribunal de Justiça Célia Pinheiro (Sergipe) e Jones Figueiredo Alves (Pernambuco), além de vereadores da capital e interior.


Entre os convidados do empresário João Carlos Paes Mendonça estavam também políticos, juristas, empresários, padres, cantor, jornalistas, radialistas e publicitários pernambucanos, que conheceram toda a obra social desenvolvida pelo grupo JCPM, através da fundação, no povoado Serra do Machado, a exemplo do Lar Dona Conceição, da Escola São Sebastião, do Centro de Educação Básica Auxiliadora Paes Mendonça e da Clínica Dona Dudu.


“Levo de Serra do Machado uma impressão muito positiva. Vejo aqui uma obra social que é muito mais de cidadania, cuidada nos mínimos detalhes. A gente se orgulha de ver no Nordeste uma obra dessa magnitude”, disse o ex-ministro da Saúde e secretário das Cidades de Pernambuco, Humberto Costa.


São Sebastião


A inauguração do Bairro do Futuro fez parte das comemorações ao santo Padroeiro do povoado, São Sebastião, celebrado pela Igreja católica no dia 20 de janeiro. Uma Missa de Ação de Graças concelebrada e presidida pelo padre Araújo foi rezada na igreja local, às 16 horas do domingo. Em seguida, a comunidade seguiu para a inauguração da Biblioteca Comunitária da Serra do Machado, que está funcionando no prédio do antigo armazém de Pedro Paes Mendonça,e na sequência, para o Bairro do Futuro, onde a placa de inauguração foi descerrada pelo empresário João Carlos Paes Mendonça, acompanhado da esposa Auxiliadora Paes Mendonça, e pelo governador Marcelo Déda.


“O trabalho de duas décadas da Fundação Pedro Paes Mendonça na Serra do Machado expressa o amor que João Carlos Paes Mendonça tem pelos seus conterrâneos. Nós, no Brasil, as vezes caímos num tipo de pensamento de que as tarefas difíceis que o país tem para vencer são todas dos governos. Por um lado, a cobrança do cidadão é positivo.Por outro lado, não dá para entender que um país se construa esperando que as coisas cheguem. Aqui, vemos um exemplo de cidadania muito positivo: Ao invés de só cobrar, João Carlos Paes Mendonça também faz”, destacou Déda.


Sonho paterno


Em seu pronunciamento, o empresário João Carlos Paes Mendonça falou sobre o sonho do seu pai, Pedro Paes Mendonça, de realizar um trabalho social na comunidade, amparando principalmente os idosos. “Concretizamos o seu sonho com absoluta certeza de estávamos indo ao encontro de tudo quanto ele ansiava, investindo na qualidade de vida das pessoas da Serra do Machado, pedindo em troca apenas a participação de todos no processo de desenvolvimento da comunidade”, disse João Carlos Paes Mendonça.


Ele destacou os oito meses de reuniões que foram feitas com a comunidade para estabelecer os critérios que definiram, ampla e democraticamente, os 65 moradores, resultando fielmente na vontade dos moradores da Serra do Machado. “Esta inauguração marca a celebração dos 20 anos de atuação da Fundação Pedro Paes Mendonça na comunidade e, o ponto de partida foi em janeiro de 1989, com a inauguração do Lar Dona Conceição. Desde então temos realizado uma série de obras que, juntas, oferecem qualidade de vida aos moradores da Serra do Machado e dos povoados vizinhos, como Serrinha, Fazendinha, João Ferreira e Esteios, também atendidos pela fundação”, enfatizou João Carlos.