BOLSA FAMÍLIA

Canal Viva Bem

Beneficiários do Bolsa Família serão qualificados para a construção civil

Técnicos das secretarias de Estado da Inclusão Social (Seides) e do Trabalho (Setrapis), do Ministério do Trabalho (MT), do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e coordenadores dos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) de Aracaju estão participando de uma oficina de mobilização do Plano Setorial de Qualificação para Beneficiários do Programa Bolsa Família (Planseq Bolsa Família).


Segundo o chefe do Departamento de Renda e Cidadania da Seides, Valdiosmar Santo, esta é a segunda mobilização com os técnicos. “Hoje, montaremos o calendário de atuação para iniciar os trabalhos com as famílias”, explicou. “O Planseq é uma das formas de incluir o cidadão pela renda, possibilitar a qualificação profissional e o desenvolvimento destas pessoas”, disse José Cruz, assessor da Secretaria Nacional de Assistência Social do MDS.


“Este é um grande projeto do Governo Federal, de fundamental importância, pois é um caminho alternativo para que de fato as pessoas em vulnerabilidade social consigam ter autonomia na geração da sua renda, desenvolvendo o potencial e o talento destas famílias que estão vivendo de transferência de renda”, afirmou a secretária de Inclusão Social, Ana Lucia Menezes.


Planseq


O Planseq Bolsa Família foi idealizado para homens e mulheres com mais de 18 anos e que tenham pelo menos a 4ª série do Ensino Fundamental completa. Os cursos oferecidos são de pedreiro, mestre-de-obras, azulejista e eletricista, entre outros. O setor da construção civil foi o primeiro por ser essencial ao desenvolvimento econômico do país e por ter relação direta com as obras de infra-estrutura realizadas pelo Plano de Aceleração do Crescimento (PAC).


Os participantes das oficinas serão mobilizados para atender, apoiar e esclarecer as famílias beneficiárias do Bolsa Família, informar  sobre ações do Planseq Bolsa Família, acompanhar e monitorar aquelas que irão participar da  qualificação, além de articular o empresariado local para integrá-los ao Plano.


Com essas mobilizações, o Governo pretende ampliar as oportunidades de inclusão produtiva, adequar os cursos às necessidades locais, estimular a articulação entre os setores de trabalho e assistência social e atender à demanda do mercado por mão-de-obra qualificada. Para a  construção civil, os investimentos somam cerca de R$ 150 milhões.


Inscrições


Para se inscrever no Planseq Bolsa Família é necessário ir a uma agência do Sine ou a um CRAS. No Sine, o interessado deve levar a carteira de identidade (RG), a carteira de trabalho e o Número de Identificação Social (NIS) ou PIS. Quem não tem carteira de trabalho, deve levar um documento de identidade (RG ou certidão de nascimento) e uma foto 3X4. No CRAS, será necessário apresentar o cartão do Bolsa Família ou o Número de Identificação Social (NIS).  Depois, é só aguardar a convocação para os cursos.


A participação não é obrigatória e os beneficiários não serão excluídos do Bolsa Família, mas fazer um curso aumenta a possibilidade de inserção no mercado de trabalho e, por consequência, amplia as oportunidades de melhoria no padrão de vida.


O Planseq Bolsa Família é coordenado pela Casa Civil e pelos ministérios do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e do Trabalho e Emprego (MTE).