SMS realiza Dia D de vacinação contra a Poliomielite

Canal Viva Bem
Williane suely e Kayo.

Uma das maiores provas de amor, a vacinação é a garantia de um crescimento saudável para milhares de crianças. Neste sábado, 15, todas as 43 Unidades de Saúde da Família (USF) da Capital estão vacinando os pequenos aracajuanos, até às 17h, celebrando o Dia D de Vacinação contra a Poliomielite. Já nos shoppings Jardins e Riomar, as equipes de profissionais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vacinarão até às 18h. A estimativa do Ministério da Saúde é que Aracaju atinja 95% do público infantil (com idade entre seis meses e cinco anos), algo em torno de 38.200 crianças, até o final de agosto (final da Campanha Nacional).

“Fiquei sabendo do Dia D através dos Agentes de Saúde do meu bairro (Santa Maria). Sempre sigo com muito cuidado todas as vacinas do Kayo. Trago o caderno de vacinas de meu filho totalmente atualizado, dessa forma garanto a saúde dele. É nosso papel enquanto pais cuidarmos de nossos filhos e vacinar é algo simples, porém fundamental”, disse Williane Suely de Jesus, mãe do pequeno Kayo Rafael.

Acompanhando tudo de perto, o secretário Municipal da Saúde, Luciano Paz e diretores de sua equipe foram até às USFs: Celso Daniel, Elizabeth Pita e Osvaldo Leite (na região do Santa Maria) verificar a adesão dos cidadãos à Campanha. Participando ativamente do Dia D e acolhendo a criançada também, Luciano conversou com os moradores explicando a importância de sempre vacinar.

“Este ato é imprescindível para termos adultos saudáveis. Quem não compareceu neste Dia D, terá até o dia 31 de agosto para vacinar seus filhos (ou parentes). O que sempre frisamos é que o adulto leve o cartão de vacinação para que os nossos profissionais marquem a dose e possam acompanhar o andamento da vacina da criançada. Nas dez unidades, que funcionam também em horário estendido (das 17h às 20h), estamos ofertando a vacina. Nossos profissionais estão aplicando outras vacinas, como por exemplo, contra a Gripe, HPV, entre outras. Nosso intuito é garantir que a população receba todas as vacinas ofertadas na Rede municipal”, enfatizou Luciano.

Segundo explicou a diretora de Vigilância em Saúde da SMS, Tereza Cristina Maynard, a Poliomielite está erradicada do Brasil desde 1990, porém, os cuidados precisam ser cultivados, como forma de garantir que a doença não volte a atingir crianças, como acontecia em décadas passadas. “Ganhamos novo fôlego a cada campanha. Sabemos da importância de preservarmos o Brasil sem a Poliomielite. Por isso o empenho de nossos profissionais em participar desta campanha. Vacina é um ato nobre e que merece toda essa estrutura que montamos para realizar o Dia D. Reiteramos que nossas 43 USFs estarão munidas para receber as crianças até o dia 31 de agosto”, pontuou.

De acordo com Keith Sobral, gerente da USF Celso Daniel, a estimativa é que aproximadamente 2.200 crianças recebam a dose da vacina, só na região atendida pela unidade que ela coordena. “Fazemos o necessário para despertar nos adultos essa responsabilidade ímpar para com seus filhos (ou equivalentes). Nem sempre as pessoas têm acesso aos meios de comunicação, onde foram propagadas as chamadas para a vacinação. Dessa maneira, realizamos, em nosso bairro, um chamamento, praticamente de casa em casa, para que trouxessem as crianças (na idade estimada pela campanha). Pelo movimento que registramos, percebemos que os moradores compreenderam a importância”.

Assim que viu a chamada na televisão, Lucilene Modista, mãe de José Miguel, marcou na memória o Dia D. “Não temos como esquecer algo tão importante. Mãe que é mãe leva a vacinação de seu filho a sério. O Miguel tem todas as suas vacinas em dia e não apresenta problema algum de saúde. Nunca esqueci de levá-lo ao posto, seja para vacinação ou para consultas e exames. Com saúde não se brinca e eu cuido muito atentamente do meu filho”, finalizou.