Sergipe quer mais uma vez superar meta da campanha contra poliomielite

Canal Viva Bem


O esforço do Governo para mobilizar a sociedade em prol da campanha de vacinação contra poliomielite refletiu positivamente na primeira etapa de imunização, realizada no mês de junho deste ano. Dados consolidados do Ministério da Saúde (MS) indicam que mais de 193,5 mil crianças de crianças de zero a cinco anos foram vacinadas contra a doença em Sergipe. O índice representa 96,09% de cobertura vacinal, portanto acima dos 95% recomendados para garantir a proteção contra a pólio no Brasil.


De acordo com a gerente de Imunização do Estado, Sândala Oliveira, o desafio agora é superar novamente a meta estabelecida pelo Ministério. “Já foram vacinadas mais de 166 mil crianças nesta segunda etapa da campanha, mas esse número corresponde apenas a 82% do total. As vacinas continuarão sendo aplicadas nos postos de saúde até o dia 29 de agosto. É muito importante que os pais não deixem de vacinar seus filhos”, afirma Sândala.


“Alguns municípios sergipanos já atingiram excelentes índices de cobertura vacinal, a exemplo de Estância, Pedrinhas, Frei Paulo, Brejo Grande e outros. No entanto, ainda existem cidades onde o percentual de vacinação gira em torno de 70%”, comenta a gerente, acrescentando que a vacina contra a poliomielite é considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a única maneira de erradicar a doença em todo o mundo.


O secretário de Estado da Saúde, Rogério Carvalho, destaca que o Governo vem trabalhando sistematicamente no seu papel de capacitar profissionais, mobilizar parceiros, apresentar estratégias e disponibilizar para os municípios todos os insumos necessários à realização da campanha. “Nos meses que antecedem a campanha, por exemplo, nossa equipe de Imunização capacita técnicos de todos os 75 municípios para orientá-los sobre as estratégias de vacinação”, explica Rogério.


Primeira etapa


No Brasil, foram vacinadas mais de 15,4 milhões de crianças na primeira etapa da campanha, o que representa cobertura de 97,32% do total previsto (15,8 milhões). Esse foi o melhor índice dos últimos quatro anos. Desde 2003, quando a cobertura ficou em 98,27%, os resultados foram de 96,43% em 2004, 94,58% em 2005, 94,56% em 2006 e de 93,29% em 2007. Todas as regiões tiveram bons resultados, alcançando coberturas de 100% no Norte, 99,56% no Centro-Oeste, 98% no Sul, 97,35% no Nordeste e 95,26 no Sudeste.