GRIPE

Canal Viva Bem

O município de Nossa Senhora de Socorro atingiu 85% do público alvo na campanha de vacinação contra gripe. De acordo com a Secretaria da Saúde, o grupo de risco foi atendido e a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde foi alcançada com média alta até a última sexta-feira, dia 30 de maio.

Durante a campanha contra a influenza, a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro vacinou crianças de seis meses a menores de dois anos de idade, crianças de dois anos a menores de cinco anos de idade, pessoas com 60 anos ou mais, trabalhadores de saúde, gestantes, puérperas, indígenas e comorbidades (doentes crônicos – de ordem respiratória, cardíaca, renal, hepática, neurológica, diabetes, obesos, imunossupressão e transplantados).

Segundo a coordenadora de Imunização em exercício, Sheila Cristina de Souza Pinheiro, a campanha de vacinação atendeu as expectativas. “Atingir o índice e ficar ainda mais que a meta estabelecida é fruto de um trabalho bem feito, pois todas as Unidades Básicas de Saúde realizam um excelente serviço de orientação”, destaca. Porém, para manter a qualidade no serviço prestado aos cidadãos socorrenses, a secretaria estendeu o prazo apenas para o grupo das gestantes. “Para esse público queremos atingir mais um patamar de 7%, é o anseio da administração municipal proteger mais os futuros cidadãos e mamães”, conclui a coordenadora.

Vacina contra HPV

A vacinação contra o vírus do papiloma humano (HPV) imunizou as meninas na faixa etária de 11 a 13 anos de Socorro. A mobilização ocorreu entre o dia 10 de março e 10 de abril. “A menina que ainda não tiver recebido a vacina, poderá se direcionar as unidades. Essa agora já faz parte do calendário vacinal. A qualquer momento as garotas do público alvo poderão ser vacinadas”, diz Sheila.

Para vacinar, a menina basta apresentar o cartão de vacinação ou documento de identificação. Cada adolescente deverá tomar três doses para completar. A adolescente não deve tomar a vacina contra HPV se:

• Tiver hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da vacina;
• Estiver grávida;
• Desenvolver sintomas de hipersensibilidade graves após receber uma dose da vacina HPV;
• Não tiver autorização do responsável.