SAÚDE DE SERGIPE

Canal Viva Bem

O governador do Estado, Jackson Barreto, iniciou a semana apresentando avanços no setor da Saúde. Dentre as ações realizadas nesta segunda-feira, 30, a inauguração do Complexo Regulatório de Saúde de Sergipe, no bairro São José, com comunicação digital e sistema de inteligência, se destaca pela modernização da prestação do atendimento à população. Durante a manhã, o governador, juntamente com o vice-governador, Belivaldo Chagas, e o secretário da pasta José Sobral, visitaram ainda as novas instalações da Secretaria de Estado da Saúde e da Fundação Hospitalar.

O Complexo Regulatório de Saúde de Sergipe é um Sistema Interfederativo de Garantia de Acesso Universal (SIGAU) que proporcionará agilidade e maior qualidade no direcionamento dos serviços. Na reforma do imóvel, localizado na travessa Juca Barreto, foram investidos R$ 340.587,11, em recursos estaduais.

O SIGAU representa melhor logística e mais adensamento tecnológico. Todas as centrais em um só lugar trabalharão em prol da qualidade dos serviços prestados à população, reduzindo o tempo resposta às chamadas. O governador Jackson Barreto ressaltou que, para ele, a casa é um sinônimo de modernidade, eficiência, competência e de trabalho.

“O funcionamento dessa central tem por objetivo facilitar a vida das pessoas, dentro daquilo que nós pregamos que é cuidar da nossa gente. Nós vimos aqui o trabalho de monitoramento, vimos como vai funcionar toda essa área de regulação, nós estamos vendo aqui a modernidade sendo implantada na área da saúde para facilitar e ajudar mais as pessoas, que é responsabilidade e compromisso do Governo do Estado. Então nós temos que reconhecer o trabalho desta central, que é uma novidade, inclusive foi elogiado pelo Ministério da Saúde, que a semana passada passou alguns dias por aqui acompanhando todo o desenrolar desse trabalho. Espero que a palavra eficiência seja aqui pronunciada pela manhã, pela tarde e pela noite, durante toda a semana porque é isso que a nossa população exige, eficiência na prestação do serviço público. Essa Central de Regulação, não tenho a menor dúvida, é o que existe de mais moderno e mais eficiente para o atender melhor a população de Sergipe”, disse o governador.

Segundo o secretário José Sobral, a Central representa um atestado de eficiência e de qualidade. “É um desejo do Brasil e um anseio do Sistema único de Saúde (SUS) que existam centrais de regulação, para dar acesso aos pacientes a toda a rede e agir com inteligência, ver onde tem leitos vazios, onde há superlotação para que a gente possa horizontalizar, distribuir os pacientes. No Huse, nós estamos vivendo um momento de êxtase, ou seja, nós estamos sem superlotação há algum tempo, não significa que isso não possa acontecer, pode ocorrer se houver fato que o justifique. Mas, até o momento, isso não tem ocorrido porque as coisas começaram a funcionar. É uma engrenagem muito complexa, uma estrutura importantíssima para que isso ocorra e a gente espera que consiga colocar em prática aquilo que já existe”, destacou Sobral. 

No prédio funcionará a Central de Regulação de Urgência (SAMU 192 Sergipe) que já está operando. A mudança do SAMU, que antes funcionava no bairro Siqueira Campos, ocorreu no último dia 20, quando também foi dinamizado um plano de contingência apto a garantir que a assistência pré-hospitalar móvel não fosse interrompida durante a transferência de materiais e de pessoal.

A estrutura também abriga a Sala de Regulação Ambulatorial Especializada (uma das ações principais desta Central é a regulação da fila única Estadual de radioterapia), Regulação de Leitos para a Urgência, Tratamento Fora de Domicílio (TFD) e Sistema de Remoção Inter-Hospitalar Assistida (SRIHA), e Central de Transplantes, todas já em funcionamento.