Saúde de Aracaju anuncia primeiras informações sobre o banco de acidentes no trânsito

Canal Viva Bem

Na manhã desta terça-feira, 28, no auditório do Cemar do bairro Siqueira Campos, integrantes da Vigilância em Saúde, através da Coordenação de Promoção à Saúde (Cops) e do Núcleo de Prevenção de Violências e Acidentes (Nupeva), reuniram representantes de diversas entidades em prol da construção do banco de dados único sobre acidentados no trânsito em Aracaju. Na ocasião foram divulgadas as primeiras informações deste importante centro de análise social, compreendendo os meses de janeiro a março deste ano.

A SMTT, DETRAN, Samu, USF, a própria Saúde de Aracaju (entre outros órgãos) integram o Comitê Gestor Intersetorial do Projeto Vida no Trânsito (CGIPVT). “Estamos seguindo etapas que o Ministério da Saúde pontuou para a formação desse comitê. Criaremos este banco único, com informações repassadas por todos os órgãos que trabalham diretamente ligados aos casos de acidentes no trânsito. Já podemos adiantar algumas informações prévias, porém, todo o processo ainda está em análise e nos próximos meses teremos mais informações”, explicou Lijane, Referência Técnica da Saúde de Aracaju e coordenadora do CGIPVT.

O objetivo é traçar um perfil que possa identificar as principais causas e, desta forma, desenvolver mecanismos para reduzir os índices de acidentados. Segundo a gerente de cartões do SUS e responsável pelas estáticas do banco de dados único, Cláudia Costa, entre os meses de janeiro e março se contabilizou um número alarmante de acidentados.

“Até o final de agosto teremos uma maior quantidade de dados sobre acidentes. Tivemos 3.378 acidentados no trânsito aracajuano, sendo a grande maioria homens (2.510 casos) e 868 mulheres acidentadas. Em breve iremos contabilizar mais informações e anunciaremos o número de mortes neste mesmo período, além de integrarmos mais dados ao nosso banco. A tendência é que possamos acompanhar, todos os meses, os casos envolvendo acidentados, contando com o apoio e repasse de dados destes órgãos participantes”, pontuou.

Fonte: AAN