Representantes do Ministério da Saúde visitam construção da maternidade

Canal Viva Bem
Legenda

Na manhã desta segunda-feira, 10, representantes do Ministério da Saúde estiveram nas obras da Maternidade, que está em construção no bairro 17 de Março, para visitação in loco na obra.  A inspeção contou também com a participação de integrantes da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que na sequência, receberam os visitantes em reunião na sede da SMS para um estudo detalhado do projeto. O objetivo é pontuar as adequações exigidas pelo Ministério da Saúde e pela Rede Cegonha

A maternidade terá quatro pavimentos distribuídos numa área de cinco mil metros quadrados de extensão. A obra está orçada, com a empresa Heca, em mais de 11 milhões. No dia 01 de junho, o prefeito de Aracaju João Alves Filho anunciou a ordem de serviço da maternidade, que tem prazo final de um ano para ser entregue à população.

De acordo com o assessor especial da SMS, Adalberto Canuto, a visita pontuou questões ligadas às mudanças ocorridas na legislação brasileira em relação aos projetos ligados à saúde. “A obra possui participação de verba do Ministério da Saúde e também da Prefeitura de Aracaju. Assim, esta visita para nós tem o papel de cooperação técnica com o Ministério da Saúde e vem tratar de protocolos que seguiremos até a conclusão da obra, sempre com o acompanhamento técnico especializado do MS”, frisou Adalberto.

Para Cristiane Ludmila, responsável pelo Programa Saúde da Mulher da SMS, a visita do Ministério Público já estava agendada e veio respaldar o trabalho que futuramente será ofertado pela maternidade. “Estamos em processo de adequação do projeto para implantarmos o parto humanizado e garantir a companhia da gestante, temas apontados pelo Ministério da Saúde e da Rede Cegonha como primordiais. Nosso projeto está na fase inicial e precisa dessa adequação, para que possamos entregar ao cidadão uma maternidade em perfeito estado de uso e com foco na humanização do atendimento”, frisou.

Segundo Dianne Soares, da equipe de Investimentos e Obras da Saúde da Mulher (Rede Cegonha) do Ministério da Saúde, existia inicialmente uma preocupação sobre o projeto não atingir todas as metas para receber o apoio do Ministério da Saúde, mas que a SMS conseguiu preencher os requisitos legais.

“Vemos essa obra como uma vitória para a saúde dos aracajuanos, que em breve terão mais um empreendimento ao seu dispor. Estamos em processo de modificações para as novas portarias e adequações da Rede Cegonha, mas a participação dos técnicos da SMS em nos apresentar detalhadamente o projeto vem facilitar nosso trabalho para as mudanças necessárias. Nosso objetivo é que a obra cumpra todos os requisitos técnicos que viabilizem, assim que inaugurada, o funcionamento da maternidade”, pontuou Dianne.

Participação 

A visita contou também com as participações da Thalita Lellice, responsável pela parte técnica da Saúde da Criança (Rede Cegonha) do Ministério da Saúde e também com o apoio da consultora da área da Criança e Adolescente e Amamentação da Rede Cegonha em Sergipe, Helga Muller.

Fonte; AAN