Profissionais da Onco Hematos participam de videoconferência a nível mundial

Canal Viva Bem

Na tarde desta terça-feira, 21, a clínica Onco Hematos, que é referência no tratamento de Oncologia no Estado, participou da videoconferência “Global Gynecologic Tumor Board”, promovida pela Harvard Medical School. O encontro contou com a participação de 35 instituições de todo o mundo, com a presença de oncologistas, cirurgiões oncológicos, radioterapeutas, ginecologistas, residentes e estudantes de medicina. Nessa sessão, foram expostos casos de câncer ginecológicos das Filipinas, Costa Rica e Brasil.

Para a oncologista clínica da Onco Hematos, Simone Bittencourt, esse é um encontro importante na área oncológica para manter contato com outros médicos e com os casos de câncer de outros países. “Mantemos contato sempre com a equipe de Harvard e Boston, assim como vários outros países para discutir casos e perceber que a realidade do mundo, com relação ao tratamento, não é diferente da nossa. Essa discussão é extremamente produtiva, pois os residentes de medicina vieram com a chefe dos residentes do HU. Juntamente com Dr. Nivaldo, Dr. André e os outros médicos, conseguimos discutir situações raras, seguidas de uma situação brasileira e o que percebemos é que a realidade de Aracaju e Sergipe não é diferente", ressaltou. 

Simone ainda informou que essas discussões agregam muita informação, não só para os profissionais como para os residentes. “Normalmente as pessoas acabam tendo aquela ideia de que o que acontece na sua cidade é único e só acontece ali, e não é, pois acontece no Brasil inteiro, e até no mundo. Nas reuniões que temos em outros estados durante os congressos de oncologia percebemos que cada estado tem uma dificuldade, ou com radioterapia, com falta de medicação ou até mesmo para liberar medicação para uns pacientes e outros não. Então isso une mais os estados e dá uma consciência para os residentes, pois eles vão tendo uma noção e faz com que agregue informação para futuramente eles sentirem confiança na atuação profissional”.

Matheus Kimer, residente em ginecologia obstetrícia, destacou a importância de acompanhar casos de outros países. “É uma oportunidade que dificilmente a gente tem por aqui, então é uma oportunidade única que a Onco Hematos está proporcionando juntamente com a Residência do HU. Pudemos ver casos de outros países e saber o procedimento realizado. A gente discute casos e sabe os desdobramentos que muito provavelmente não é da nossa área e o nosso conhecimento aumenta, ou seja, temos a oportunidade de debater com pessoas de outras instituições e de outros países”, afirmou o residente.

A Onco Hematos terá um calendário de videoconferências para todo o ano de 2017 e as discussões são transmitidas em inglês. O oncologista clínico, Nivaldo Farias, informou que é uma honra discutir casos de outros países e entender como é feito o tratamento de diversos casos de câncer. “Quero agradecer a todos os que participaram desse momento e aproveito para informar que vamos marcar o dia que realizaremos a nossa apresentação, onde iremos discutir com outros países os nossos casos. Então isso é muito importante para o desenvolvimento dos nossos profissionais e também para melhorarmos a forma de tratamento oncológico na nossa clínica”, disse.

Fonte/Fotos: Ascom/Onco Hematos