MOSQUEIRO

Canal Viva Bem


Prefeitura de Aracaju retoma obras do anel viário


Fotos: Ascom/Emurb


Poços de visitas estão sendo construídosEstão sendo implantados 1.819 metros de tubosPaulo Costa (Foto: Alejandro Zambrana)Após a paralisação dos trabalhos, causada por problemas com a empresa contratada, a Prefeitura de Aracaju retomou as obras do anel viário do Mosqueiro, no litoral sul da capital. Por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), o município abriu um novo processo licitatório, que resultou na contratação da empresa FM Transportes. O prazo para execução dos serviços é de 270 dias.


Com orçamento de R$ 4.194.175,01, provenientes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), a obra será fundamental para facilitar a circulação de veículos e reordenar o trânsito local. O projeto inclui serviços de terraplenagem, implantação de rede de drenagem, construção de muro de contenção e pavimentação asfáltica. Além dessas etapas, a empresa plantará 5.490 m2 de grama e construirá 1.620 metros de cerca com estacas de madeira e pisos em concreto simples.


Apesar das chuvas desse período, a obra já está em ritmo acelerado. A empresa trabalha na implantação das galerias da rede de drenagem, com a construção dos poços em alvenaria. Serão implantados 343 metros de tubos de 1,0 metro de diâmetro, 130 metros de tubos de 0,80 metros de diâmetro, 391 metros de tubos de 0,60 metros de diâmetro e 955 metros de tubos de 0,40 de diâmetro, totalizando 1.819 metros de tubulações.


De acordo com o presidente da Emurb, engenheiro Paulo Costa, a obra representa o investimento da Prefeitura de Aracaju em turismo e na expansão da capital. “O objetivo do município é transformar aquela região em um importante pólo de turismo, por isso estamos retomando as obras do anel viário e, em breve, a de construção da Orla Pôr-do-Sol, no Mosqueiro. Para atrair o turista, facilitando o acesso à nova orla, a Prefeitura retomou essa obra, que tinha sido abandonada pela empresa vencedora da licitação. A melhoria da infraestrutura da região vai atrair também investimentos em habitação, gerando empregos e possibilitando o crescimento da cidade”, ressalta.