Ministério estuda estratégia para aumentar vacinação de homens contra rubéola

Canal Viva Bem


Diante da prevalência de mulheres e crianças que aderiram à campanha de vacinação contra rubéola no país, o Ministério da Saúde não descarta a possibilidade de criar uma estratégia específica para o público masculino. O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, avaliou que, em linhas gerais, o resultado apresentado pelos primeiros quatro dias de vacinação contra a rubéola são “positivos”.


 


Até a tarde de quarta-feira, 25% da meta estabelecida pelo ministério – de imunizar 70 milhões de pessoas – já havia sido alcançada.


 


– Quando a gente começa a olhar por dentro esses números, o que aparece com clareza é que os homens estão bem atrás. Isso tem explicações como questões culturais e o fato de a faixa etária ser de jovens, o que dificulta um pouco o acesso. As pessoas não se mobilizam como em outras situações –disse.


 


Ao participar de entrevista a emissoras de rádio no estúdio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) durante o programa Bom Dia, Ministro, Temporão afirmou que o ministério vai “avaliar cada caso” e fortalecer a comunicação com os gestores municipais.


 


Ele acredita que pode ser necessária uma mudança no projeto de comunicação da campanha e até mesmo na estratégia de organização da vacinação.


 


– Para que os homens venham e percebam que é importante. Porque ele vai estar se protegendo e, principalmente, vai estar protegendo a esposa, a irmã, a amiga. Para um balanço preliminar, o resultado está bom, mas temos que manter o pique para conseguir alcançar a meta – afirmou.


 


Dados do Ministério da Saúde indicam que mais de 17,5 milhões de pessoas já foram vacinadas contra a rubéola. As mulheres estão na frente, com um total de 10,2 milhões (28,58%). Entre os homens, mais de 7,4 milhões já foram imunizados (21,41%).


 


Entre os estados, os maiores percentuais de cobertura foram registrados em Santa Catarina (37,78%), em Sergipe (37,03%), em Pernambuco (36,84%), na Paraíba (34,14%), no Espírito Santo (31,17%) e no Rio Grande do Norte (30,87%).


 


O governo espera imunizar 70 milhões de pessoas – principalmente homens com idade entre 20 e 39 anos – até o dia 12 de setembro, quando termina a campanha. Nos Estados de Mato Grosso, Minas Gerais, do Maranhão, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro, também devem ser vacinados brasileiros na faixa etária de 12 a 19 anos.


 


Fonte: Correio do Brasil