Estudo confirma vínculo entre consumo de carne e câncer pulmonar

Canal Viva Bem


O risco de câncer, especialmente pulmonar e de cólon e reto, aumenta consideravelmente entre as pessoas que consomem carnes vermelhas ou processadas, assinalou um estudo publicado nesta segunda-feira (10) pela revista “PLoS Medicine”.


 


A pesquisa, realizada por cientistas do Instituto Nacional do Câncer, mostra que esse maior risco também se manifesta no câncer hepático e de esôfago, e em câncer de pâncreas entre os homens que consomem carnes vermelhas.


 


Os cientistas tiraram estas conclusões na análise dos casos de 500.000 pessoas de entre 50 e 71 anos que se submeteram a uma dieta especial e vigiada.


 


Após oito anos, o estudo determinou 53.396 casos de câncer. “Foram descobertos riscos estatisticamente elevados (de entre 20% e 60%) de câncer de esôfago, cólon e reto, hepático e pulmonar em comparação com indivíduos com um menor consumo de carnes vermelhas”, disseram os cientistas.


 


Aqueles com 20% de maior consumo de carne correram 20% mais perigo de câncer de cólon e reto e 16% de câncer pulmonar, acrescentou.  Além disso, o consumo de carnes vermelhas foi vinculado a um risco elevado de câncer de esôfago e hepático, manifestou.


 


Segundo os cientistas, em geral a carne contém um alto nível de gorduras saturadas e de ferro, os quais foram relacionados com a carcinogênese, disseram os pesquisadores.


 


Fonte: France Presse