EMSURB

Canal Viva Bem


Credenciais para comerciantes do Pré-Caju 2009 começam a ser entregues


As pessoas que foram sorteadas para comercializar durante o Pré-Caju Verão 2009 podem procurar a Empresa Municipal de Serviços Urbanos da Prefeitura de Aracaju (Emsurb), localizada no Parque Augusto Franco (Sementeira), para receber a credencial. A festa começa nesta quinta-feira, no circuito indoor montado na Orla de Atalaia, e segue sexta, sábado e domingo na avenida Beira Mar.


Composta por crachá, adesivo de identificação de cada espaço ou equipamento e camisa, a credencial é uma forma de melhorar a fiscalização da Prefeitura durante o evento “A nossa atividade durante o evento também será a de observar quem possui ou não o alvará de comércio, tendo como objetivo proporcionar mais espaço para os foliões, melhorando o fluxo intenso de pessoas”, esclarece o presidente em exercício da Emsurb, Fábio José da Silva.


Executando a fiscalização do comércio, estarão em atuação 300 profissionais. “É com esta equipe que verificaremos a regularidade dos 751 pontos comerciais disponibilizados por sorteio, forma encontrada para dar a idoneidade do processo”, explica o diretor de Espaços Públicos da Emsurb, Antônio Carlos Mota.


Para retirar a credencial, o comerciante deve se dirigir à sede da Emsurb, no Parque da Sementeira, munido do boleto bancário autenticado e carteira de identidade. A Diretoria de Espaços Públicos explica que no crachá está impresso o nome do comerciante, a foto, o CPF e o tipo de atividade que está autorizado a comercializar. As camisas serão o uniforme do comerciante durante os três dias de festa na Av. Beira Mar, enquanto o selo é o documento oficial de autorização para o evento que deve ser afixado em local visível na barraca ou isopor.


Expectativa


Por ser uma festa de repercussão nacional, o Pré-Caju acaba atraindo um número grande de pessoas e também aumentando o comércio informal. De acordo com Edna Santos, que está desempregada, a festa trará uma esperança a mais. “Tenho fé que o Pré-Caju vai me dar um retorno financeiro, pois preciso terminar de construir minha casa. Se tudo der certo, também vou me programar para comercializar no Forró Caju”, conta.


“Meus amigos do bairro todos os anos comercializam durante o evento e se dão bem. Esse ano como estou desempregado, me inscrevi e fui sorteado. Espero que consiga ter um lucro no final”, afirma Anderson Santos Teles. O veterano José Antônio da Silva há nove anos comercializo na festa. “Tenho muita sorte. Sempre sou sorteado e consigo vender cervejas e refrigerantes”, revelou.