DURANTE O SONO

Canal Viva Bem


Prefeitura participa de campanha para evitar morte súbita de bebês


Todo cuidado é pouco para garantir a saúde e o bem estar dos recém-nascidos. Uns dos momentos nos quais as mães devem ter mais atenção são o do descanso e sono dos nenéns, pois é justamente aí que muitos deles acabam morrendo por razões ainda incertas. Com base em uma série de evidências, descobriu-se que a postura é um possível fator de morte de recém-nascidos durante o sono. Como forma de alertar as mães sobre esses cuidados específicos, o Programa Saúde da Criança da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está engajado numa campanha para evitar a morte súbita de bebês.


Estudos feitos na América do Norte e Reino Unido buscaram os motivos de muitas crianças morrerem enquanto estavam no berço, dormindo ou descansando. Embora não se tenha chegado a nenhuma conclusão final, evidenciou-se que a postura delas pode ser determinante. Foi observado que, entre outros fatores, a melhor maneira de evitar essa tragédia é fazendo com que os pequeninos durmam de barriga para cima.


Preocupada com o assunto, a Pastoral da Criança preparou uma campanha de esclarecimento. O Ministério da Saúde (MS) entrou como parceiro. Em Aracaju, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é órgão responsável por disseminar as informações e orientar as mães sobre maneiras de evitar a morte súbita de seus filhos recém-nascidos.


“Nós vamos aproveitar a bateria de capacitações em nutrição e alimentação que está sendo feita com cerca de 1.300 profissionais do Programa Saúde da Família para repassar as diretrizes. No próximo mês, esse ciclo deve ser concluído. E já em agosto, nós devemos iniciar a campanha em Aracaju”, informa a coordenadora do Programa Saúde da Criança da SMS, a pediatra Sílvia Cruz.


Recomendações


Os 1.300 profissionais qualificados ficarão encarregados de informar as mamães e dar dicas sobre como evitar o mal. Além disso, cartazes explicativos serão espalhados pelas 43 Unidades de Saúde da Família (USFs) da cidade e equipamentos sociais de outras Redes.


O material orienta que as mães, além de colocarem os recém-nascidos para dormir de barriga para cima, amamentem as crianças até o sexto mês; não fumem nem deixem que outros fumem dentro de casa; não agasalhem demais o bebê e não deixem fora do berço travesseiros, brinquedos e outros objetos.