Dengue: Governo reúne prefeitos e secretários municipais dia 22 para anunciar novas ações

Canal Viva Bem


O Governo de Sergipe vai reunir nesta terça-feira, 22, todos os prefeitos e secretários municipais de Saúde sergipanos para anunciar novas medidas de combate à proliferação da dengue. Durante o encontro, que acontecerá às 14 horas no auditório do Hospital de Urgência de Sergipe Governador João Alves Filho (HUSE), o secretário de Estado da Saúde, Rogério Carvalho, irá detalhar de que maneira o Estado vai investir recursos na ampliação das equipes de atendimento à população nos hospitais e no aumento da eficácia do combate ao vetor nos municípios.


Desde 2002, o Estado descentralizou a aplicação de recursos da Vigilância Epidemiológica e a verba destinada pelo Governo Federal para este fim passou a ser 100% repassada às prefeituras para que elas cumpram o seu dever de atuar no combate ao vetor da dengue no território dos municípios. Apesar de estar cumprindo o seu papel constitucional de realizar a vigilância da situação epidemiológica estadual, oferecer todo o suporte técnico às prefeituras e assistência médica à população, o Governo de Sergipe vai enfrentar a tarefa de assumir, junto com os municípios, a execução das ações em cada cidade.


“Neste momento já temos 20 cidades em epidemia e 13 em risco epidêmico. Vamos intensificar ainda mais a ação do Estado e investir recursos próprios para que os municípios façam o seu papel de controle da dengue. Faremos o que for preciso para evitar novas mortes”, assegurou o secretário da Saúde, Rogério Carvalho, que vai inspecionar pessoalmente nesta segunda-feira, 21, como está o atendimento a pacientes nos hospitais de Nossa Senhora da Glória, Itabaiana, Nossa Senhora do Socorro, Lagarto, Estância e Ribeirópolis. A secretária adjunta da Saúde, Mônica Sampaio, e profissionais da Vigilância Epidemiológica, Rede Hospitalar, Atenção Básica e coordenação de Comunicação da SES acompanharão o secretário nesta tarefa.


Durante a última semana, Rogério Carvalho reuniu as equipes das Vigilâncias Epidemiológicas e Sanitária, além das coordenações da Rede Hospitalar, Comunicação e Atenções Básica e Especializada da Secretaria de Estado da Saúde (SES) para determinar a intensificação do apoio aos municípios e apresentou novamente aos diretores gerais e clínicos de todos os hospitais públicos sergipanos o protocolo de atendimento ao paciente com suspeita de dengue. Através dele, os médicos, enfermeiros e auxiliares são orientados a fazer a hidratação e prova do laço em todos os pacientes com suspeita dengue ainda na recepção das unidades hospitalares.


Ações


Desde 2007 o Estado vem capacitando agentes de saúde, médicos e enfermeiros da rede pública. Há uma semana, a SES promoveu também um treinamento para que a rede privada de Saúde aumente sua eficácia no atendimento. Até o momento, 131 leitos de hidratação exclusivos para pacientes com dengue foram abertos pelo Governo de Sergipe no HUSE e hospitais de Glória, Itabaiana, Socorro e Ribeirópolis. No início desta semana, mais 40 leitos serão abertos para o tratamento de pacientes adultos no HUSE, em Aracaju.


O Estado já distribuiu milhares de kits de hidratação com 15 soros fisiológicos, 10 mil soros de hidratação oral e 20 unidades de paracetamol. Uma nova remessa destes produtos será distribuída nos próximos dias. Além disso, a Secretaria da Saúde enviou 1,6 mil adesivos gigantes com a conduta diagnóstica e de tratamento da dengue para unidades de saúde e hospitais em todo o Estado, ampliou de 12 para 14 a frota de carros fumacê, disponibilizou 20 profissionais para auxiliar a Prefeitura de Aracaju no combate à dengue na capital, estendeu para os sábados o funcionamento do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) e intensificou a realização de exames de sorologia e virologia através do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/SE).


Na quinta-feira, 17, o governador Marcelo Déda determinou que todos os órgãos da administração estadual realizassem, imediatamente, ações de limpeza e saneamento dos prédios públicos e terrenos do Estado ou sob sua administração, controle e tutela. Em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SEED), diversos mutirões para eliminação dos focos da dengue foram realizados em escolas estaduais.


Através do Governo Federal, Sergipe recebeu sete veículos do Ministério da Saúde (MS) e deverá receber outros sete ainda este mês. O ministério enviou também 200 litros de inseticida para combater o mosquito transmissor da dengue e mais 600 litros serão destinados a Sergipe. As ações educativas não param com a veiculação de informativos sobre dengue em rádios e carros de som por todo o Estado, distribuição de 10 mil cartazes e 40 mil folders.


Números


De acordo com o boletim do Programa Estadual de Controle do Dengue do dia 17 de abril de 2008, Sergipe já notificou 5.929 casos de dengue e 2.726 confirmados. Destas, 74 eram casos de dengue com complicações e outras 26 casos de febre hemorrágica do dengue. Há sete óbitos confirmados por conta da doença e oito em investigação. Há 20 municípios em epidemia e 13 em risco epidêmico.