Células-tronco será tema do III Congresso da Somese

Canal Viva Bem

Durante três dias, Sergipe será palco de discussões sobre as pesquisas realizadas com células-tronco no país e também no mundo. O assunto será o tema principal do III Congresso da Sociedade Médica de Sergipe. O evento será realizado de 18 a 20 de outubro deste ano, dentro da programação comemorativa dos 70 anos da entidade. De acordo o presidente Roberto Gurgel, este ano é de festa para a Somese. “Somos a entidade representativa da classe médica mais antiga do Estado”, citou ele.

A comissão científica do congresso é composta pela diretora da Somese, Tânia Andrade e os médicos Marcos Aurélio Almeida Alves e Jilvan Pinto. “Já definimos toda a programação e entre os palestrantes temos dos pesquisadores Júlio César Voltarelli, Ricardo Ribeiro dos Santos, Milena Botelho Soares e José Eduardo Krieger”, informa a médica, ressaltando que o tema “Células-Tronco: Avanços da Medicina” foi escolhido, visando agregar médicos de várias especialidades.

A utilização em pesquisas científicas das células-tronco embrionárias humanas tem fomentado diversas discussões em todo o país. Uma das razões é o artigo 5º da Lei de Biossegurança, aprovada no Congresso Nacional e sancionada pelo presidente da República em março de 2005, que autoriza as pesquisas com esse tipo de células-tronco. Em maio de 2005, o artigo 5º foi contestado no Supremo Tribunal Federal (STF) pela Procuradoria Geral da República com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade. Agora, o destino das pesquisas brasileiras com células-tronco de embriões humanos será decidido pelos ministros do STF.

O desenvolvimento científico e tecnológico nas áreas das ciências da saúde abriu a possibilidade de novas terapias. Não obstante os resultados promissores é ainda foco de discussão os aspectos éticos da implementação e utilização destas novas terapias de maneira generalizada. A ética médica e a bioética, nesta discussão, terão papel fundamental na definição sobre os destinos e aplicabilidade da experimentação e da
prática clínica. Os “Aspectos éticos das terapias com células-tronco” é justamente o tema de abertura do III Congresso, cuja palestra será proferida na noite do dia 18 de outubro, Dia do Médico, pelo Dr. Reinaldo Ayer de Oliveira, do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp). “Faremos uma grande festa, pela passagem do Dia do Médico, pelos 70 anos da Somese e também pela abertura do congresso”, afirma Roberto Gurgel.

Na área científica, será discutida a utilização da células-tronco no combate de diversas doenças, a exemplo de enfermidades onco-hematológicas, cardíacas, do fígado, na Diabetes Mellitus tipo I, reumáticas, do sistema nervoso, em lesões do sistema periférico, dentro outros aspectos. A bióloga e biofísica Milena Botelho, que atua na linha de pesquisa etnobotânica e etnofarmacologia, será uma das palestrantes. Pesquisadora associada à
Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), ela abordará os temas “Terapia com células-tronco em modelo de doenças crônicas do fígado” e “Células-tronco e cardiomiopatia Chagásica”.

O médico e professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da USP, José Eduardo Krieger também proferirá palestra no evento, sobre a “utilização de células-tronco e reparação de cardiopatia isquêmica”. O pesquisador dirige o Laboratório de Genética e Cardiologia Molecular do Instituto do Coração (InCor). Atua na área de pesquisas cardiovasculares com ênfase na identificação de marcadores moleculares
associados a gênese de doenças cardiovasculares e no desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas para regeneração cardíaca.

O evento, que prossegue até o dia 20 de outubro, será encerrado no início da tarde, com mesa redonda, seguida da última palestra. “Os novos desafios do tratamento oncológico na era da terapia gênica” terá como presidente o oncologista Nivaldo Farias Vieira e como moderador Roberto Queiroz Gurgel. Já a última palestrante será Nance Beyer Nardi, do Rio Grande do Sul, que falará sobre  a “Terapia em células-tronco mesenquimais e oncologia”.

“A nossa expectativa é contar com a participação de mais de 600 pessoas, entre médicos e estudantes de medicina”, estima o presidente da Somese, ressaltando a importância do tema na atualidade. “A pesquisa envolvendo células-tronco é um grande avanço científico e já revela bons resultados na cura de algumas doenças”. Mais informações e inscrições podem ser feitas e obtidas através do site www.exitoeventos.com.br/celulastronco