Autoridades prestigiaram os 70 anos da Somese

Canal Viva Bem








Lançamento do catálogo abriu a noite


Fotos: Márcio Dantas/ASN


 


As comemorações dos 70 anos da Somese foram encerradas com uma noite de gala, no dia 20/10. As comemorações foram iniciadas às 19h30, no Teatro Tobias Barreto, com o lançamento do catálogo “70 anos Somese”. Logo em seguida foram prestadas homenagens e houve apresentação do músico Wagner Tiso, acompanhado da Orquestra Sinfônica de Sergipe. Ex-presidentes da instituição, médicos e autoridades também prestigiaram a festa da mais antiga entidade representativa da classe médica em Sergipe. Na oportunidade, foram homenageados ex-presidentes da entidade e o médico sergipano Eraldo Machado de Lemos, membro da primeira Diretoria da Associação Médica Brasileira (AMB).


 


O presidente da entidade, Roberto Gurgel, falou sobre o papel exercido pela entidade nesses anos. “A Somese contribuiu efetivamente para os avanços da Medicina no Estado, bem como para a organização dos médicos sergipanos. A história da Sociedade Médica de Sergipe se confunde com a própria história da evolução da medicina no Estado. Aos 70 anos, a entidade continua forte e atuante nas questões decisivas da categoria e de relevância para a sociedade sergipana”, disse Gurgel, à frente da 31ª diretoria da entidade pelo segundo mandato.


 


“A Somese é uma instituição que tem sua trajetória vinculada ao desenvolvimento do próprio Estado de Sergipe. A fundação da Faculdade de Medicina e as lutas pela valorização da profissão médica, pela afirmação da saúde pública como direito do brasileiro, e pela consolidação do SUS são capítulos importantes da sua história e, para nós sergipanos, tudo isso é motivo de orgulho e satisfação”, declarou o governador Marcelo Déda, na abertura da solenidade.


 


“É um momento de muita alegria para todos nós sergipanos, poder comemorar os 70 anos da Somese. Num país no qual é tão difícil que as instituições tenham longevidade, uma entidade sergipana completa 70 anos, vivendo ntensamente, trabalhando, colaborando, contribuindo para o desenvolvimento da nossa cidade e do nosso Estado”, afirmou o prefeito Edvaldo Nogueira.


 








Eraldo Lemos recebeu placa das mãos de Eleuses Paiva
Homenagem especial


Além do lançamento do catálogo contando a história da entidade, editado pela jornalista Alexandra Brito, com a colaboração da comunicadora Magna Santana durante a cerimônia a Sociedade Médica de Sergipe homenageou o médico sergipano Eraldo Machado de Lemos, que integrou a primeira diretoria da Associação Brasileira de Medicina (AMB), na década de 50, e deu uma colaboração histórica ao movimento de valorização da categoria.


 


O homenageado recebeu das mãos do ex-presidente da Associação Médica Brasileira, Eleuses Paiva, uma placa pelo relevante trabalho que desenvolveu em defesa dos médicos brasileiros. “A Sociedade Médica de Sergipe sempre esteve presente na luta por melhorias para a classe médica, na unificação da categoria e tem um grande peso na representação nacional. O seu atual presidente é também diretor de Defesa Profissional da AMB”, destacou José Luiz Gomes do Amaral, presidente da Associação Médica Brasileira.


 


A realização do III Congresso da Sociedade Médica de Sergipe, que abordou o tema “Células-tronco”, as comemorações dos 70 anos de fundação da entidade e a Festa do Médico, contou com o patrocínio master da Unimed, além da participação de diversos órgãos, como as secretarias de Estado e do Município da Saúde, e empresas, a exemplo da Editel e Unicred.


 


Norte e Nordeste


Visando prestigiar as festividades de comemoração dos 70 anos de fundação da Sociedade Médica de Sergipe (Somese), a diretoria executiva da AMB realizou na tarde do dia 20 de outubro, em Aracaju reunião com as Federadas das regiões Norte-Nordeste. À noite, diretores da AMB e presidentes das Federadas participam das cerimônias de comemoração do 70 anos da Somese e do Dia do Médico.


 


Após o show de Wagner Tiso e da Orquestra Sinfônica de Sergipe, foi realizada a Festa do Médico 2007. O pavilhão do Centro de Convenções de Sergipe foi completamente ornamentado para receber os médicos, familiares e convidados do jantar dançante. A festa, que seguiu pela madrugada adentro, contou com a animação da Orquestra Veneza, de Recife.