AGRICULTURA FAMILIAR

Canal Viva Bem


O Banco do Nordeste lançou na manhã de terça-feira, 2/12, a Campanha de Promoção do Custeio Agrícola e Pecuário para o Agricultor Familiar. O evento foi transmitido por meio de videoconferência, a partir do miniauditório do Passaré, em Fortaleza, para todas as capitais do Nordeste e Montes Claros (MG), com o objetivo de envolver parceiros em suas respectivas áreas, para a mobilização e divulgação da Campanha, visando atender ao maior número de agricultores familiares. “Historicamente o Banco do Nordeste demanda por financiamentos na modalidade investimento, o que tem feito com que muitos clientes, mesmo já tendo seu empreendimento financiado pelo BNB, não busquem obter o crédito na modalidade custeio na nossa instituição. E a proposta do BNB é proporcionar o apoio a esses agricultores também nas operações de custeio”, afirma o superintendente da Área de Agricultura Familiar, Microfinanças Rurais e Crédito Fundiário, Luis Sergio Farias Machado. A Campanha terá veiculações em rádio, nos períodos antecedentes ao plantio, além de cartazes, folderes, como forma de acompanhar a evolução dos empreendimentos rurais até fevereiro próximo.


Benefícios para o agricultor


A proposta da campanha de Custeio Agropecuário é oferecer aos agricultores familiares juros baixos; prazos de até 2 anos, dependendo do ciclo da cultura; limite de crédito de até 30 mil reais; seguro pelo Governo Federal, em caso de prejuízos decorrentes do clima; seguro de preços pelo Governo Federal, que garante abatimento no valor do financiamento caso o preço de referência baixe; renovação automática do crédito, através do Planta Nordeste, desde que esteja em dia com o Banco, não havendo necessidade de novo contrato no próximo custeio se não ocorrer alteração de valor e de cultura. Segundo Luis Sérgio, a campanha visa ainda estimular bons resultados para o próximo ano, com a fidelização de clientes a partir de condições especiais de financiamento. “No próximo ano, nós pretendemos financiar para o Pronaf na Região Nordeste, algo em torno de R$ 1,1 bilhão. Portanto, o financiamento de custeio faz parte desta estratégia, não significando, no entanto, que não continuaremos expandindo financiamentos para investimento”. O lançamento terá a presença do presidente do BNB, Roberto Smith, do diretor de Gestão de Desenvolvimento, Pedro Lapa, do superintendente Estadual do BNB no Ceará, Isidro Moraes de Siqueira, e demais funcionários. Participarão também secretários de Agricultura dos Estados e dos Municípios, representantes da Federação dos Trabalhadores na Agricultura, delegados do MDA nos Estados; representantes da Emater,Incra e MST, além de presidentes dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais.


Sobre o Pronaf


No Nordeste brasileiro e no Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, o BNB é o agente financeiro que mais aplica recursos do Pronaf, atendendo agricultores familiares que desenvolvem atividades agropecuárias e não agropecuárias, utilizando-se, basicamente, de mão-de-obra familiar. A agricultura familiar é responsável pela produção dos principais alimentos consumidos pela população brasileira: 84% da mandioca, 67% do feijão; 54% do leite; 49% do milho, 40% de aves e ovos e 58% de suínos. No Nordeste a agricultura familiar é responsável por 82,9 % da ocupação de mão-de-obra no campo. Considerando a importância socioeconômica desse segmento produtivo, o Banco do Nordeste, em conformidade com os princípios de desenvolvimento econômico e social que norteiam sua atuação, financia a agricultura familiar através do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). O programa é composto de vários grupos, de acordo com a condição do assentado e com a renda bruta anual obtida pelo produtor. Além disso, o Pronaf também disponibiliza linhas de crédito especiais para públicos e atividades específicas, como o Pronaf-Mulher, o Pronaf-Jovem, entre outros.