2º “Dia D” do Mangue Limpo arrecada 20 toneladas de lixo

Canal Viva Bem


O bairro Coroa do Meio viveu um verdadeiro dia de limpeza no sábado, 5/1. No local foi realizado o 2º “Dia D” do Projeto Mangue Limpo, desenvolvido pelo Comitê Estadual de Educação Ambiental. “Hoje aqui, não estamos só limpando o mangue, mas a Emsurb colocou equipe para efetuar a limpeza do bairro. A estimativa é coletar cerca de 20 toneladas de lixo”, comentou o médico José Carlos Santana, responsável pela Coordenação de Responsabilidade Sócio-Ambiental (Corsa) da Unimed, que está à frente do projeto.


 


Os trabalhos de limpeza foram realizados ao longo da avenida Desembargador Antônio Góis, principalmente no encontro com a avenida Urbano Neto. Mas as atividade não ficaram só na coleta de lixo. Na croa que há à margem do rio Poxim, também houve apresentação da peça “Chapeuzinho Vermelho”, numa versão ecológica, feitas pelos alunos do curso de Ecoturismo do Cefet/SE, e shows de Gil Castro e a Banda Laboratório Mental.


 


Contando com a participação de diversas entidades, órgãos e também escolas, antes do Dia D foram feitas mobilizações junto à comunidade do bairro. Alguns aproveitaram para expor seus produtos artesanais, feitos a partir de material reciclado. Um deles foi José Leandro de Oliveira, que vende artigos de madeira, confeccionados pelo pai, Manoel Artur de Oliveira, de 65 anos. “Ele aproveita pedaços de madeira que seriam jogados no lixo”, informou o filho. O que iria para o lixo, ganhou forma de brinquedos, porta-retratos e porta canetas.


 


Através da União pela Cidadania (Unici), entidade do bairro, mulheres estão reaproveitando até óleo de cozinha que seria jogado fora. Ele é matéria prima para o sabão em pasta ecológico. “A gente segue uma receita, mas agora teremos o apoio de um químico também”, relatou Vânia Santos. Além do sabão, enfeites feitos usando garrafas e jornais velhos, bonecas cujo enchimento da cabeça são sacos plásticos e caixas de papelão, que ganham pintura e se transformam em caixas para organizar coisas.


 


O 2º “Dia D” contou também a aferição de pressão, distribuição de folhetos explicativos e com o plantio de mudas na crosta da Coroa do Meio. “Cabe a todos nós ter uma participação ativa para proteger esse ecossistema. Cuidar do meio ambiente é uma responsabilidade de todos nós”, afirmou José Carlos Santana. “Hoje é um dia de concentração, mas as ações são permanentes”, explicou Rosemary Costa, coordenadora do Corsa.


 


Todo o ser humano é co-responsável pela sujeira que vai parar nas ruas, rios e mangues, conforme ressalta Rosemary Costa. “Este movimento é importante, mas ele não pode ser único. É preciso educar para não sujar, e não sujar para depois limpar”, frisou ela. Entre o lixo arrecadado, restos de material de construção, cocos, pneus velhos, sacos e garrafas plásticas. “A nossa próxima ação será no mangue do conjunto Sol Nascente, em fevereiro”, informou ainda José Carlos Santana.