SUS

Canal Viva Bem


Um ato público pela regulamentação da Emenda 29, que prevê mais recursos para a saúde, e uma mesa-redonda para discutir os 20 anos do Sistema Único de Saúde (SUS) foram os destaques no primeiro dia da 15ª Plenária Nacional de Conselhos de Saúde, realizada na quarta-feira, 26/1, em Brasília.


Mais de mil conselheiros de saúde de todo o país e gestores do SUS devem participar do evento, em frente ao Congresso Nacional.


O financiamento da saúde e o fortalecimento da gestão pública do setor foram os assuntos abordados no debate. Entre os participantes, estavam o conselheiro nacional de Saúde, Francisco Batista Júnior, e o secretário Gestão Estratégica e Participativa, Antônio Alves de Souza.


O secretário destacou os avanços ocorridos no SUS. Para ele, as campanhas de vacinação e o número de transplantes de órgãos realizados por ano no pais são uns dos principais ganhos no setor público de saúde.


“É um sistema que conseguiu ser implantando em um país que tem uma estrutura política administrativa complexa. Portanto, podemos comemorar os 20 anos do SUS como algo vitorioso”, disse Souza.


Apesar dos avanços, muitas deficiências no sistema ainda precisam consertadas. De acordo com Batista Júnior, a má gestão do SUS comprometeu a qualidade de prestação dos serviços. Segundo ele, a profissionalização dos gestores é uma das principais reivindicações feitas pelos conselhos de saúde. “É preciso começar a trabalhar a perspectiva de mudar o modelo da gestão do SUS. Temos um sistema completamente doente”, afirmou.


A 15ª Plenária Nacional de Conselhos de Saúde termina na sexta-feira, 28/11.



Fonte: Agência Brasil