Médicos debatem organização e representação dos médicos no Brasil

Canal Viva Bem


Os médicos de todo o país já iniciaram as discussões acerca da criação de uma entidade representativa de toda a classe brasileira – a Ordem dos Médicos do Brasil. O assunto foi debatido no final do XI Encontro Nacional das Entidades Médicas, realizado em Brasília.


     


O presidente da Associação Médica Brasileira (AMB), José Luiz Gomes do Amaral, iniciou a conferência apresentando um modelo para estimular a discussão do tema e ressaltou “é necessário sermos cautelosos na medida em que discutimos a representação médica para não colocá-la em risco, para não comprometer os avanços que já conseguimos”. A proposta é que seja agendado ainda para este ano, um fórum específico para discutir o assunto.


    


Para Eduardo Santana, presidente da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), é fundamental para que a categoria médica seja fortalecida perante a sociedade, que ela não abra mão de uma unidade política. “É imprescindível que, indiferente da quantidade de entidades representativas, essas devem agir com unidade política”.


    


O presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Edson de Oliveira Andrade, defendeu que a questão deve ser debatida respeitando o contraditório, para que se possa ter a unidade para a diversidade: “estamos querendo neste momento desencadear o processo real com todos os médicos e estâncias médicas, para que possamos construir uma unidade real e concreta”.


    


“Nossa proposta é de unidade política, uma unidade sincera, de uma unidade que nasce numa profissão que tem primariamente como princípio o imenso respeito à sociedade”, completou Andrade.