LUZES APAGADAS

Canal Viva Bem


Neste sábado, 29, no Mirante do Bairro Treze de Julho, representantes políticos, populares, músicos, entidades de ensino e ambientalistas se engajaram ao movimento global “Hora do Planeta”. O ato simbólico de apagar as luzes por 60 minutos é promovido pela Rede WWF. Este ano 122 cidades brasileiras aderiram ao movimento. Na capital sergipana, as luzes se apagaram pontualmente às 20h30 e só foram ligadas novamente às 21h30.


“É mais uma ação integrada entre movimentos ambientais em prol do meio ambiente e a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria do Meio Ambiente (Sema) e a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb). A Hora do Planeta nos faz refletir sobre nossas ações e estímulo a continuar, demonstrando nosso compromisso, enquanto órgão público, de cuidar da nossa casa comum, que é o Planeta Terra” declarou o secretário do Meio Ambiente de Aracaju Eduardo Matos.


O secretário ainda acrescentou. “A Hora do Planeta é para assumir compromissos. Aracaju fez o seu dever de casa. Eu tenho orgulho de dizer que neste ano de 2014 estão presentes os concursados da Secretaria do Meio Ambiente. Estão aqui todos que farão a fiscalização do meio ambiente” disse.


Em todo mundo governos e empresas demonstram a preocupação com o aquecimento global. É o caso da Empresa Municipal de Serviços Urbanos. “Ao manter a cidade limpa e organizada, o trabalho da Emsurb está diretamente ligado ao cuidado com o meio ambiente. Além disso, a ação de coleta seletiva e o desenvolvimento do Projeto Cidadão Consciente, Cidade Limpa buscam cuidar dos resíduos antes mesmo que sejam descartados. Não podíamos deixar de apoiar este ato que chama a atenção do mundo todo para a preservação dos recursos naturais” enfatizou o presidente da Emsurb, Júlio Flores.


Assim como na edição do ano passado, o painel e os suportes das velas utilizados pelos participantes durante os minutos de “apagão” foram feitos de jornal pelas artesãs da Oficina de Papel do Projeto Reciclart da Emsurb.


As empresas Velas Ávila e Orion Serviços Marítimos também participaram do ato global e fizeram a parte delas na campanha em prol de um meio ambiente equilibrado.


“É o terceiro ano que a empresa participa do ato Hora do Planeta. Para nós é importante a promoção desse evento para pensar nossas atitudes. Por isso, anualmente nos somamos e doamos 160 velas para esse ato simbólico”, disse Álvaro Ávila.


“Esse ato é um momento em que a empresa reafirma o seu compromisso com o meio ambiente. É um ato simbólico, mas que nos leva a fazer uma reflexão sobre a adequada utilização dos recursos naturais”, disse Aline Vieira, supervisora de Base da empresa Orion Serviços Marítimos.


Para o médico e um dos coordenadores do evento em Sergipe, William Soares, o principal objetivo do movimento foi alcançado. “O significado não é a redução de gastos de energia. O simbolismo maior é lembrar a população mundial da necessidade de lutar contra o aquecimento global e preservar o meio ambiente. É um momento de conscientizar a população para que cada um faça sua parte” ressaltou.


A radialista e também coordenadora do evento, Magna Santana, reafirmou a importância de atitudes racionais e sustentáveis para manter o equilíbrio do ecossistema e vida na Terra. “Esse simbolismo tem um significado muito grande. É possível mudar nossos hábitos. Gestos muitos simples como economizar a água em casa e não jogar lixo na rua faz a diferença. Atitudes como essas contribuem para um mundo melhor” disse.


A campanha deste ano tem como embaixador o personagem Homem Aranha. O objetivo conta Magna é mostrar que todos têm o poder de serem super-heróis, podendo salvar o planeta pelas mudanças de práticas. “Este ano, é levantada a questão do poder que as pessoas têm. Poder para minimizar tantos impactos negativos no planeta através das mudanças de atitudes” acrescentou.