Huse reforça escala e prepara atendimento de fim de ano

Canal Viva Bem

Para garantir atendimento aos pacientes e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) já está preparado para os feriados prolongados das festas natalinas e de final de ano que acontecem nos dias 22 a 25 de dezembro e de 29 de dezembro a 01 de janeiro de 2018. O Huse é o principal hospital do Estado e está preparado para atender as demandas de média e alta complexidade durante o feriado, com plena cobertura assistencial.

De acordo com o coordenador do Pronto Socorro do Huse, Vinícius Vilela, as escalas médicas e de enfermagem já estão montadas para atender a todos os usuários que necessitarem dos serviços durante esse período. “Fizemos nosso plano de ação com várias parcerias com SIGAU, Complexo Regulatório, Samu e Hospitais Regionais, para poder dar esse suporte durante essas festas. O esquema será o mesmo dos anos anteriores, todas as escalas médicas de urgência e emergência estão cobertas para poder dar essa assistência que a população precisar”, declarou.

A gerente da Área Verde Trauma, Débora Feitosa, alerta as pessoas que tenham cautela durante as festas de final de ano, principalmente com a combinação de bebida e direção. “Realmente combinar bebida e volante não dá certo, as pessoas devem levar em consideração que estamos superlotados, principalmente no setor de trauma. O ideal é aproveitar as festas com o carinho da família”, enfatizou.

A Área Azul, considerada de baixa complexidade, também já preparou sua porta de entrada para receber os usuários que possam chegar em busca de atendimento. Serão 4 plantonistas durante o dia e a noite, juntos a equipe de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem totalizamos 24 profissionais oferecendo assistência necessária aos usuários.

“Vale ressaltar que as pessoas devem evitar os excessos com comida e bebida, isso é o que mais traz os pacientes ao hospital, principalmente os hipertensos e diabéticos porque terminam agravando o quadro, então é ter muito cuidado com esses fatores de risco”, explicou a gerente da Área Azul do Huse, Simone Dantas.

Um plano também está sendo traçado para liberar o maior número possível de pacientes de alta, transferências para outros hospitais, para diminuir a superlotação e se preparar para receber outros pacientes caso haja necessidade.

Com informações da SES