HIV/Aids: descentralização de testes rápidos beneficia população no interior do Estado

Canal Viva Bem

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), através do programa Estadual DST/Aids, intensifica ações pela descentralização dos testes rápidos de HIV, Sífilis e Hepatites B e C. Durante o último final de semana, o povoado Mata de Ipanema, localizado no município de Itaporanga D’ajuda, recebeu ações voltadas à prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). Na ocasião também foram realizados 50 testes rápidos de HIV e Sífilis.

“Essa ação é importante também por envolver a atenção básica do próprio município. Um importante passo pela descentralização dos testes rápidos, o que vai beneficiar a população mais carente e que até então não possuía acesso fácil a esse tipo de serviço”, explica o gerente do programa DST/Aids da SES, o médico Almir Santana.

Com o auxílio da Secretaria de Estado da Saúde, a atenção básica do município atendeu a população, fazendo uso da Unidade Móvel Fique Sabendo, do programa Estadual de DTS/Aids. A unidade leva os testes gratuitamente a diversos espaços da capital e interior do Estado e proporciona a população acesso rápido, seguro e sigiloso aos exames. Vale destacar que os testes realizados em Mata de Ipanema foram todos não reagentes.

“Estamos sempre apoiando e incentivando que os municípios realizem os testes rápidos tanto na rotina das Unidades Básicas de Saúde como nas mobilizações em locais estratégicos”, destaca Almir Santana.

Além de possibilitar à população de locais mais afastados o acesso aos testes rápidos, a ação possui também caráter educativo. Orientações e informações sobre as Doenças Sexualmente Transmissíveis são compartilhadas como forma, especialmente, de prevenção.

Grupos Vulneráveis

A população carcerária é também considerada vulnerável ao HIV, por isso testes rápidos foram realizados na manhã desta segunda-feira, 18, no Presídio de São Cristóvão. A ação ocorreu através de parceria entre a SES, Departamento do Sistema Penitenciário (Desipe) e a Secretaria de Saúde do Município de São Cristóvão.

Foram realizados 360 exames com teste de Fluido Oral sendo 3 reagentes para o HIV. Os três detentos com exames reagentes foram submetidos ao teste rápido por meio de punção digital, no próprio presídio. Eles serão acompanhados no Centro de Especialidades Médicas de Aracaju (Cemar), no bairro Siqueira Campos.