Hemose realiza troca de plasma pela primeira vez em Sergipe

Canal Viva Bem


Foto: Márcio Garcez


O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) está realizando com sucesso o primeiro procedimento de plasmaférese terapêutica do Estado. A beneficiada é uma estudante de 18 anos, portadora de lupus, doença crônica provocada por um desequilíbrio no sistema imunológico. O tratamento está sendo realizado desde o último sábado, 26, com o auxílio da máquina de aférese adquirida pelo Governo de Sergipe no segundo semestre do ano passado.


De acordo com o médico Carlos Guimarães, diretor técnico do Hemose, a plasmaférese terapêutica é uma técnica que retira o plasma contendo elementos nocivos à saúde e o substitui por um plasma sadio. “Por meio de vários ciclos de aplicação, o tratamento vai substituindo o plasma comprometido pelo puro, fazendo com que o organismo responda aos estímulos antes interrompidos pelos anticorpos”, explica.


“Cada vez mais, o Hemose tem buscado disponibilizar serviços essenciais à saúde pública que não estavam até o momento disponíveis em nosso Estado, possibilitando aos pacientes melhor qualidade de atendimento técnico e acesso ao que há de mais moderno em termos de saúde e preservação da vida”, comenta o diretor, acrescentando que a expectativa da equipe do hemocentro é concluir o tratamento até sexta-feira, 1º de agosto.


Tecnologia específica


Ele destacou ainda que o procedimento de plasmaférese depende de tecnologia específica, de equipe qualificada e é muito caro. “Até pouco tempo, não estava disponível na rede pública de saúde. Agora, com a equipe do Hemose preparada, toda a população pode contar com o tratamento, desde que definida como necessária pelo médico que acompanha o paciente”, diz Carlos Guimarães.


A biomédica Patrícia Barroso, do Hemose, destaca que a paciente vem sendo acompanhada diariamente no Hospital São Lucas, onde está internada há mais de uma semana. “Devemos concluir o tratamento até sexta-feira, mas se for necessário faremos outras aplicações até que ela esteja recuperada e possa receber alta médica”, conclui Patrícia.


Para mais informações sobre o atendimento em hemoterapia, os cidadãos devem procurar o ambulatório do Hemose, localizado na avenida Tancredo Neves, s/n, bairro Capucho. O telefone da unidade é (79) 3259-3191 ou 3259-3174.