Hanseníase é tema de mais uma Semana de Saúde da Unimed

Canal Viva Bem


A coordenação de Responsabilidade Sócio-Ambiental (Corsa) da Unimed está realizando mais uma Semana de Saúde, desta vez com as atenções voltadas para esclarecer dúvidas, sintomas e tratamento da hanseniase. As atividades estão sendo desenvolvidas na Unidade Diagnósticos Campo do Brito.


De acordo com Rosemary Costa, coordenadora do Corsa, uma equipe está diariamente no local, das 7h às 11h, até sexta-feira, 25/1. “Estamos enfocando a hanseníase porque o dia 24 deste mês é conhecido como o Dia Mundial do Hanseniano”, explica ela.


Além das informações sobre a doença, os clientes que forem à Unidade durante esta semana, poderão também aferir a pressão arterial. “Estaremos no local, até sexta-feira, sempre das 7h às 11h, horário de maior fluxo de clientes”.


Sobre a hanseníase


A hanseníase ou mal de Hansen, do nome de Gerhard Hansen, que identificou o agente da doença, é uma patologia infecciosa causada pelo Mycobacterium leprae, que afeta os nervos e a pele e que provoca danos severos. Ela é endêmica em certos países tropicais, em particular na Ásia. O Brasil inclui-se entre os países de alta endemicidade de hanseníase no mundo. Isto significa que apresenta um coeficiente de prevalência médio superior a um caso por mil habitantes. Caracterizada como um problema de saúde pública no Brasil, a Hanseníase parece ser uma das mais antigas doenças que acometem o homem.


Sua transmissão se dá por pessoas infectadas que não estejam em tratamento. Ao falar, tossir ou espirrar, o portador da hanseníase pode expelir a bactéria.


Deve-se lembrar que esta só ocorre com o contato íntimo e prolongado com o doente e que a maioria das pessoas já possuem resistência natural ao bacilo de Hansen.


Sintomas e tratamento


A Hanseníase se manifesta inicialmente através de manchas dormentes brancas ou avermelhadas na pele. É importante que se preocupe com ferimentos e queimaduras, a fim de evitar seqüelas ou deformidades decorrentes da doença, em função da falta de sensibilidade nas áreas afetadas.


Medidas preventivas também estão direcionadas à constante mobilização da sociedade para a promoção de conhecimentos sobre a doença, em busca principalmente do diagnóstico precoce. O tratamento é feito gratuitamente nos centros de saúde e sua regularidade é muito importante para a cura da doença.