Governo formaliza parceria com clínica para oferecer tratamento de radioterapia a pacientes do SUS

Canal Viva Bem

Para ampliar o tratamento oncológico oferecido pelo Estado e oferecer mais conforto aos pacientes que enfrentam a doença, o governador Jackson Barreto assinou, ao lado do secretário da Saúde, Almeida Lima, na manhã desta quinta-feira, 16, na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), contrato para prestação de serviços da clínica Clinradi, na área de radioterapia. 


“Tínhamos uma demanda reduzida de 500 pacientes com câncer, essa demanda já baixou pra 228. Agora, estamos assinando contrato com a Clinradi para que as pessoas em tratamento não precisem mais se deslocar até Arapiraca, em Alagoas, que é onde fica o hospital que venceu a licitação do convênio anterior para prestação desse serviço. Esses pacientes irão fazer o tratamento aqui em Aracaju, em uma clínica que tem todos os equipamentos de ponta”, disse Jackson Barreto.

Segundo o governador, o novo contrato, além de oferecer mais conforto, terá um custo por pessoa reduzido. “O custo sairá mais barato, a partir das negociações que tivemos será reduzido de R$ 12 mil para R$ 10 mil por pessoa. Já diminuímos a demanda com o nosso aparelho no Huse. Com o contrato com a Clinradi, vamos acelerar o atendimento. A Clinradi vai trabalhar em tempo integral, nos três turnos, manhã, tarde e noite, para acabar com essa demanda que está reprimida. Por outro lado, os equipamentos para o novo bunker que construímos no Huse devem chegar até o final deste mês para que a gente possa ter mais um equipamento à disposição do tratamento do câncer. Ou seja, tem a Clinradi, tem o equipamento mais antigo, o equipamento mais novo que está pra chegar, tudo isso, pra que o Estado possa atender nossa população. É dessa forma que a gente quer trabalhar, governando para atender os mais pobres. Acho que nós estamos avançando muito para resolvermos os problemas da oncologia”, declarou.

Para a representante do Grupo Mulheres de Peito, Sheila Galba, a atenção dada pelo governo do Estado à situação enfrentada pelas pessoas em tratamento contra o câncer resultou nessa conquista para os pacientes e familiares de quem possui a doença. “O tratamento fora de domicílio é muito desgastante para o paciente. O paciente oncológico precisa estar estruturado. Imagine uma mãe deixar seu filho no estado para fazer um tratamento de um mês ou um mês e meio fora? Por isso, esse ato de hoje é um grande passo, uma conquista muito grande. A gente sabe que o amor cura e isso que foi feito hoje foi uma forma de amor. Sem falar que todos sabem que a Clinradi é uma clínica de excelência, que tem aparelhos tecnologicamente muito bons, o que nos deixa muito satisfeitas. Então, esse contrato foi um gesto de amor”, revelou Sheila.

A presidente-voluntária da Associação dos Amigos da Oncologia – AMO, a assistente social Conceição Balbino, explicou o valor do contrato. "Como representante de associação de pacientes oncológicos, me sinto aliviada em ter a certeza que centenas de pessoas com câncer não passarão meses em fila de espera da radioterapia nem terão mais o tratamento interrompido. Temos que agradecer a sensibilidade dos gestores e o empenho de todos para a resolução dessas barreiras", expôs Conceição Balbino, que atua há mais de 20 anos no voluntariado e já coordenou o serviço de oncologia do Hospital de Cirurgia. 

Já o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo, afirmou que o convênio firmado é uma conquista dos sergipanos. “O Estado está de parabéns ao conseguir um meio para agilizar o tratamento oncológico, uma doença que atinge cada vez mais pessoas. A Clinradi é uma empresa renomada. Esse convênio dará qualidade de vida às pessoas. É uma conquista de todos os sergipanos”. 

Contrato

O contrato com a clínica sergipana vai garantir os serviços de radioterapia para aproximadamente 300 pacientes assistidos pela rede estadual. São três tipos distintos de tratamentos: radioterapia de intensidade modulada (IMRT), tridimensional 3D e convencional. A IMRT é uma modalidade de radioterapia altamente precisa, que permite a administração de altas doses de radiação no volume alvo, minimizando as doses nos tecidos normais adjacentes de forma muito eficaz.

Já a tridimensional 3D é uma técnica usada para tratar diferentes tipos de câncer, incluindo câncer de cabeça e pescoço, próstata, esôfago, alguns tipos de câncer de pulmão, câncer de mama e tumores cerebrais. Essa tecnologia permite que os médicos tenham um maior controle durante o tratamento de tumores e garante aos pacientes doses de radiação mais elevadas administradas no tumor e menor exposição à radiação dos tecidos saudáveis, diminuindo os efeitos colaterais.

O diretor-presidente da Clinradi, William Eduardo Nogueira Soares, falou da satisfação pela celebração do contrato com o Estado. “Esse é um momento histórico. Em nome dos 26 sócios da Clinradi, queria expressar sobre a alegria proporcionada por este convenio. Temos o melhor em termos de tecnologia, somo a única clínica do Norte e Nordeste com esta tecnologia. Quem ganha com esse convenio é o povo sergipano”, comentou.

De acordo com o secretário Almeida Lima, a equipe da secretaria de Estado da Saúde (SES) se esforçou para buscar os meios legais para oferecer o tratamento em Aracaju, atendendo a solicitação dos pacientes e dos deputados da Alese, que vinham acompanhando o processo da gestão estadual para garantir e facilitar o tratamento das pessoas com câncer. “Pedimos a Clinradi que oferecesse também sessões noturnas para agilizarmos o tratamento oferecido. Vamos ter, a partir deste contrato, um tratamento ainda melhor do que o oferecido em Alagoas e sem o custo do TFD – Tratamento Fora de Domicílio. Esse é um grande passo que damos para oferecer um melhor tratamento aos pacientes do nosso estado e outros acontecerão nos próximos dias. Estamos aguardando a chegada, por exemplo, de uma máquina de ressonância magnética que adquirimos e deve chegar em 45 dias, um investimento de R$ 3,2 milhões. O Estado ainda não tinha esse equipamento e é outra grande conquista do trabalho que estamos fazendo pela Saúde”, afirmou o secretário.

O médico e sócio da Clinradi, Nivaldo Farias Vieira, informou que imediatamente a partir da assinatura do convênio inédito com o Estado os pacientes do SUS terão acesso a tratamentos com a máxima tecnologia e com mínimos efeitos colaterais. “A Clinradi traz para Sergipe aparelhos extremamente sofisticados com tecnologia internacional, tratamentos de altíssimo padrão equiparado aos melhores centros do Brasil e do mundo e com médicos especialistas. E disponibiliza, via governo do Estado, para os pacientes do SUS. Trata-se de um convênio extraordinário para redução do sofrimento dos pacientes com câncer, já que 60% de todos os pacientes oncológicos necessitarão, durante o seu tratamento, de radioterapia, eles poderão fazer esse tratamento no próprio estado, sem precisar viajar. Somos extremamente agradecidos e reconhecemos o esforço que o governo do Estado está fazendo para poder minimizar o sofrimento destes pacientes. Tratar câncer não é simples, não é fácil e se pudermos reduzir esse sofrimento fazendo com que o paciente seja tratado com máxima dignidade, no seu próprio estado e com máxima tecnologia, como são os aparelhos que trouxemos para Sergipe, esse tratamento será minimizado, será feito com grandes vantagens para o paciente. Todos os pacientes com indicação de radioterapia serão tratados".

Presenças 

A reunião contou com a presença do vice-governador Belivaldo Chagas, do secretário de Estado da Comunicação Sales Neto e do superintendente executivo da Saúde, Luís Eduardo Prado; dos deputados estaduais Ana Lúcia, Augusto Bezerra, Antônio dos Santos, Georgeo Passos, Gilmar Carvalho, Goretti Reis, Jeferson Andrade, Luiz Garibalde, Luiz Mitidieri, Maria Mendonça, Moritos Matos, Paulo Hagenbeck Filho, Samuel Barreto, Venâncio Fonseca e Zezinho Guimarães e da conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE-SE), Susana Azevedo. Assim como, dos diretores da Clinradi, William Giovanni Soares e Roberto Gurgel; outros sócios da clínica e membros de instituições que prestam assistência ou representam pacientes com câncer, como a Associação dos Amigos da Oncologia (AMO), Associação dos Voluntários a Serviço da Oncologia em Sergipe (Avosos), Instituto Voz Brasil e Mulheres de Peito, além de representantes da SES e de outras instituições ligadas à saúde no estado.

Fonte: ASN