EDUCAÇÃO

Canal Viva Bem


Seguem até sábado, 17/1, as inscrições no processo seletivo simplificado para a contratação de profissionais para atuar no Programa Nacional de Inclusão de Jovens – Projovem Urbano, do Governo Federal. Em Aracaju, o programa é desenvolvido pela Prefeitura, através das secretarias municipais da Educação, Assistência Social e Cidadania, Governo e da Fundação Municipal do Trabalho.


 


Estão sendo oferecidas 108 vagas, das quais 25 destinadas a profissionais que possuam habilitação em nível técnico ou superior nos arcos ocupacionais de Alimentação, Construção e Reparos, Serviços Domésticos, Serviços Pessoais e Vestuário. São 75 vagas para as áreas de ensino de Letras Português ou Letras Português/Inglês, Matemática, História, Geografia, Sociologia, Filosofia, Química, Física e Biologia. As oito vagas restantes são destinadas a graduados em Serviço Social. Os aprovados no processo seletivo simplificado serão contratados por 18 meses ininterruptos, pelo regime celetista, com remuneração mensal de R$ 1.381.


 


As inscrições são gratuitas e estão sendo realizadas de segunda a sábado, das 8h às 12 e das 14h às 18h, no escritório central do Projovem Aracaju, localizado na Avenida Pedro Paes Azevedo, 761, bairro Grageru. Não é permitida a inscrição por terceiros, ou seja, é obrigatório que o próprio interessado efetue a inscrição. Além disso, o curriculum – parte da lista de exigências -, tem de estar devidamente comprovado.


 


Todos os candidatos devem possuir nacionalidade brasileira, estar em dia com as obrigações eleitorais e, no caso dos homens, estar quite com o serviço militar. Terão ainda de ter disponibilidade comprovada para trabalhar como educador por 30 horas semanais, jornada que deverá ser cumprida de segunda à sexta-feira, das 17h às 22h, e aos sábados das 8h às 13h. Os selecionados vão atuar desenvolvendo as habilidades e saberes de jovens com idade entre 18 e 29 anos, que possuem baixa escolaridade e estão em situação de vulnerabilidade social. 


 


O Programa Nacional de Jovens (Projovem), na sua concepção original, ou seja, atendendo pessoas com idade entre 18 e 24 anos que tivessem concluído a 4ª série do ensino fundamental, foi iniciado em Aracaju em janeiro de 2006. Desde então, foram formados quase três mil alunos e uma boa parte deles agora está no mercado de trabalho. Visando atingir um maior raio de atuação, o Governo Federal modificou algumas características do programa, que a partir deste ano passa a se chamar Projovem Urbano, atendendo a pessoas de baixa escolaridade com idade entre 18 e 29 anos, acabando a obrigatoriedade de ter concluído a 4ª série.