DESTINAÇÃO DO LIXO

Canal Viva Bem


Áreas de Socorro integrarão estudo para construção de aterro


Foto: Hélio Marcos


Os povoados Palestina e Oiteiros, no município de Nossa Senhora do Socorro, integram a lista das três áreas escolhidas para estudos de impacto ambiental de viabilização da construção do aterro sanitário metropolitano. A definição foi acordada numa reunião ocorrida no final da manhã da segunda-feira (dia 09), na Secretaria de Estado dos Transportes e da Integração Metropolitanos – Setram. O povoado de Timbó, em São Cristóvão, foi a terceira área escolhida.


A reunião teve como objetivo selecionar possíveis áreas para construção do aterro sanitário, para o estudo de impacto ambiental e os procedimentos para contratação da empresa responsável pela elaboração do Estudo e Relatório de Impacto Ambiental – EIA-Rima. Fazem parte do Consórcio de Gestão de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana de Aracaju os municípios de Socorro, São Cristóvão, Barra dos Coqueiros e Aracaju.


O secretário municipal do Meio Ambiente de Socorro, Manoel Messias Vasconcelos, destacou o interesse do município em contribuir para a solução da questão. Ele lembrou que, em 2007, a Prefeitura contratou o Instituto de Tecnologia e Pesquisa da Universidade Tiradentes – ITP/Unit para a realização de um Estudo de Impacto Ambiental – EIA, em várias localidades do município. Na época, o relatório do ITP apontou a Palestina como área mais apropriada para a construção do aterro. “O prefeito Fábio Henrique tem interesse em dá continuidade aos estudos para a construção do aterro sanitário”, confirmou Manoel Messias.


O secretário da Setram, Bosco Mendonça, que coordenou a reunião, ressaltou a necessidade de contratar novos estudos. A medida visa cumprir exigência do Ministério Público, que cobra providências quanto a destinação do lixo produzido na região metropolitana de Aracaju. “A secretaria ficará responsável pela contratação da licitação dos novos estudos do Eia-Rima”, informou o secretário.


Novo encontro


No próximo dia 18, às 10h, está agendada uma nova reunião, na Setram, para tratar da contratação dos serviços de elaboração dos projetos básicos e do EIA-Rima.