“Câncer, e agora?”: Grupo de apoio à pessoas com câncer realizar ressaca de Carnaval no Parque da Sementeira

Canal Viva Bem

Alegria, música, dança e muita diversão. Foi assim a tarde do último sábado, 9, no Parque da Sementeira com o grupo de apoio às pessoas câncer “Câncer, e agora?” que realizou um evento de ressaca do Carnaval para os voluntários do grupo, pessoas com câncer, familiares e amigos. A festa contou a participação do cantor Wendell Santana, que animou a todos com muita música. 

O evento teve como tema “Câncer na Folia. Por que não?” com o objetivo de levar alegria para as pessoas com câncer. De acordo com a fundadora do grupo, Núbia Simões, este é o terceiro encontro do grupo e em cada momento a alegria contagia a todos. “É uma maneira da gente descontrair, se reunir num ambiente diferente, sem falar da doença, e ao mesmo tempo mostrar para a sociedade sergipana que é possível ter câncer e ser feliz”, enfatizou Núbia.

A enfermeira Cacilda Matos ressaltou a importância dos profissionais de saúde interagirem com os pacientes num momento de descontração e alegria. “Isso faz com que o profissional saia da parte técnica e profissional e vá interagir num contato direto com os pacientes e isso transmite mais acolhimento, humanização e amor ao próximo. É muito relevante esses encontros para nós profissionais também”.

“Esse é um grupo maravilhoso, estou aprendendo muito com eles. Como voluntária passo a importância da fisioterapia para reabilitá-los, melhorar o quadro de saúde deles. Gosto muito desse grupo, está sendo um grande aprendizado para todos. O grupo está começando mas está cheio de novidades e muitos projetos futuros. Sei que o grupo só tem a crescer e aproveito para convidar toda a população para os próximos encontros”, disse a fisioterapeuta voluntária, Edna Aragão.

Para Adriana Torres, que foi acometida com câncer de mama, participar desse grupo é mais uma forma de engajamento na luta contra o câncer. “Sou sobrevivente de câncer de mama e como sou da área da saúde, sempre procurei defender a saúde para a população. Depois que tive câncer essa vontade de ajudar o próximo aumentou. Criei o blog ‘Divas Contra o Câncer’ e agora conheci Núbia. Estou muito empolgada e me coloquei à disposição desse grupo, quero me envolver e me engajar nesta luta”, finalizou a nova voluntária.

Fonte: Ascom do grupo