Aracaju sedia III Encontro Nacional das Cidadãs Positivas

Canal Viva Bem


Aracaju vai sedia o III Encontro Nacional das Cidadãs Positivas. O objetivo deste Encontro é a inclusão social das cidadãs que estão acometidas pelo vírus da AIDS. O evento, que conta com o apoio do Programa Municipal de DST/Aids da Secretaria Municipal de Saúde, será aberto oficialmente nesta quinta-feira, às 19h, no auditório do Hotel D’Burguês no bairro Coroa do Meio e será realizado até o dia 27 de julho. Estão previstas as participações de delegações de mulheres de todas as regiões do Brasil e dos países de língua portuguesa e da América Latina.


Temas como Cidadania, Ativismo, Controle Social, Direito à Maternidade e Políticas Públicas de Saúde serão discutidos no III Encontro. Haverá ao final um planejamento estratégico do Movimento Nacional de Cidadãs Positivas(MNCP) por região no Brasil; eleição/reeleição das representantes estaduais do MNCP até 2010 e ainda formulação de uma agenda das ações para os anos de 2009 e 2010.


Este encontro que nas ultimas edições aconteceram respectivamente nas cidades de Belo Horizonte e Salvador, reforça a possibilidade de se viver bem com o vírus da Aids. Vários programas e ações são realizadas pela SMS, por meio do Programa DST/Aids. “É um momento único para estas cidadãs que enfrentam o preconceito da sociedade. Será um espaço para se discutir as políticas públicas e o enfrentamento da doença”, afirma o coordenador do Programa Municipal DST/Aids, Eudes Barroso.


Ações desenvolvidas pela SMS


Aracaju atualmente é referência em tratamento a pacientes portadores de HIV/Aids no Estado de Sergipe. O SUS Municipal é o único local em Aracaju que se adquire o antiretroviral, mais conhecido como o coquetel, que é a combinação de diversos medicamentos que inibi a replicação do vírus. O coquetel também tem tido excelente repercussão em melhoria na qualidade de vida de soro-positivo, de pessoas infectados pelo HIV. O usuário do SUS tem acesso desde o diagnóstico à assistência e todo o tratamento é gratuito. Mesmo os usuários que fazem diagnóstico e acompanhamento particular têm acesso ao tratamento pelo SUS.


Em Aracaju, as pessoas interessadas em realizar o teste do vírus HIV devem se dirigir ao Centro de Testagem e Aconselhalamento (CTA), localizado Cemar Siqueira Campos, nos dias de segunda-feira, o serviço fica aberto nos três turnos, a partir das 07h. e nos dias de terça-feira a quinta-feira, nos manhã e tarde e nas sextas pela manhã. Todas as pessoas antes de realizar o teste passa por um aconselhamento no CTA e em seguida, se o usuário estiver convencido e pode ser encaminhado para realizar a coleta no Laboratório Municipal, que fica no mesmo espaço físico.


O resultado é sigiloso e liberado entre 20 a 30 dias. Caso seja identificado à infecção pelo HIV, sífilis e ou Hepatite, a pessoa é encaminhada para o Centro de Referência correspondente. Caso seja identificado à infecção pelo HIV, o paciente é encaminhado para o Serviço de Atendimento Especializado em DST/AIDS (SAE), também localizado no Cemar Siqueira Campos. No caso de hepatite, o usuário é encaminhado ao Hospital Universitário (HU).