Alunos participam de atividade ambiental no Parque da Sementeira

Canal Viva Bem


Alunos da 3ª série da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) José Conrado de Araújo participaram nesta terça-feira, 4/3, de uma aula diferente, divertida e estimulante sobre meio-ambiente. As atividades, que aconteceram no Parque da Sementeira, marcaram o início do Projeto ´Amigos do Planeta Terra´, realizado pela Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb).


Durante toda a manhã, meninos e meninas participaram de palestras sobre coleta seletiva e preservação dos manguezais, assistiram a uma peça teatral e fizeram visitas monitoradas ao horto, herbário, casa de bambu e oficina de reciclagem de papel. Toda a programação foi pensada pela equipe da Divisão de Desenvolvimento de Pessoal (DDP) da Emsurb com o objetivo de conscientizar e sensibilizar os estudantes sobre a importância de preservar a natureza, ampliar o debate acerca do meio-ambiente nas escolas, além de divulgar o trabalho realizado pela Prefeitura no tocante à limpeza da cidade.


A iniciativa partiu da idéia de levar alunos para o Parque da Sementeira e, dessa forma, ensinar educação ambiental de uma forma muito mais viva, com exemplos e demonstrações. “Além dessa aprendizagem, os alunos podem desfrutar desse patrimônio natural que temos aqui. Aproveitamos também para fazer com que as crianças descubram que o Parque é um espaço de lazer agradável e acessível, que eles podem visitar sempre. Essa divulgação é muito importante porque percebemos que muitos desses alunos nunca tinham vindo aqui”, explica a servidora da Emsurb, Lara Cristina Guimarães.


A partir de hoje, todas as terças e quintas-feiras, às manhãs e tardes, turmas do ensino fundamental de escolas das redes municipal, estadual e particular vão participar das atividades do Projeto ´Amigos do Planeta Terra´, seguindo o calendário preparado pela DDP. Segundo a equipe da Emsurb, a aceitação das unidades de ensino convidadas têm sido muito positiva.


Para a professora Vanda Rodrigues, por exemplo, que acompanhou os alunos da Emef José Conrado de Araújo, iniciativas como essa são fundamentais para o aprendizado das crianças. “Esse projeto faz com que esses jovens aprendam de verdade sobre o meio-ambiente. Com esses conhecimentos que eles adquirem, mudam de postura e passam até mesmo a educar pais, irmãos e outras crianças. Nossa comunidade fica bem perto do rio e muita gente joga lixo lá. Acredito que agora isso vai mudar porque nossos alunos não vão mais fazer isso e vão passar a cobrar dos outros mais consciência ambiental”, disse.


Resultados


Os resultados das atividades educativas do Projeto ´Amigos do Planeta Terra´ são imediatos. A aluna Gisele Alves, 8 anos, mostrou que aprendeu rápido a lição. “Já sei que a gente deve cuidar do meio-ambiente e que se a gente joga lixo na rua é pior para todo mundo porque fica tudo sujo. As pessoas não podem jogar lixo na rua. Tem que jogar no lugar certo, e na hora que o caminhão vai passar”, falou, acrescentando que estava adorando a programação e se divertindo muito.


A pequena Chuan Rodrigues, 8 anos, também demonstrou consciência em relação à preservação do meio-ambiente. “Essa garrafa de água que está na minha mão eu não vou jogar fora porque ela serve para muitas coisas. E se eu jogasse seria no lugar certo, e não no chão. Eu aprendi que nem tudo é lixo e que muitos objetos podem ser reciclados”, disse, durante a visita à oficina de reciclagem de papel.


´Emsurb vai à Escola´


O projeto A Emsurb vai à Escola” é uma iniciativa que complementa o projeto “Amigos do Planeta Terra”. O objetivo é levar os serviços que a Emsurb realiza na cidade, como limpeza, podação de árvores e pintura de meio-fios para o entorno das unidades de ensino. Com isso, a comunidade escolar passa a conhecer mais de perto o trabalho da Prefeitura e também aprende sobre meio-ambiente, já que a programação inclui ainda palestras educativas e informativas.


Enquanto ´Amigos do Planeta Terra´ é voltado para crianças do ensino fundamental, o ´A Emsurb vai à Escola´ tem como público-alvo estudantes do ensino noturno, que geralmente são mais velhos. “A intenção é contribuir com a comunidade, divulgar o trabalho da Emsurb e, principalmente, aproximar a população da Prefeitura, fazendo com que os moradores passem a ligar para solicitar serviços, como a limpeza de canais. A questão do meio-ambiente é abordada durante as palestras, que têm como foco a coleta seletiva. Queremos que as pessoas contribuam para a adoção da coleta seletiva nas localidades onde moram ou trabalham”, explica a assessora técnica da Emsurb, Cláudia Virgínia.