Abastecimento de água em Aracaju será suspenso quarta-feira

Canal Viva Bem


A partir das 7 horas desta quarta-feira, 21/5, a Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) vai paralisar a operação da Estação de Tratamento João Ednaldo, situada no povoado Sobrado, em Nossa Senhora do Socorro, para executar a ampliação de toda a rede de alta tensão da unidade.


O serviço é necessário para adequar a estrutura elétrica ao projeto de ampliação da capacidade operacional da ETA e dotar a unidade de condições de atender a demanda de tratamento de água para os próximos 20 anos. O serviço faz parte das obras contempladas pela parceria entre o Governo do Estado e o Governo Federal, através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


A paralisação está prevista para durar toda a manhã, porém, a normalização do abastecimento vai ocorrer durante a noite da quarta e madrugada da quinta-feira. São serviços complexos na rede elétrica e outras intervenções em alguns pontos ao longo da Adutora do São Francisco, o que vai fazer com que o sistema passe um tempo maior para ser recolocado em carga.


Segundo explica o engenheiro Edson Barreto, da Unidade de Negócios Metropolitana, a Adutora do São Francisco terá que se manter parada durante a execução do serviço, o que vai ocasionar uma retomada mais lenta da carga normal para abastecer a cidade. Com isso, e por ser uma área extensa atendida pela adutora, algumas localidades terão o abastecimento normalizado com um tempo maior. Por isso alertamos que até a quinta-feira tudo esteja em perfeitas condições de abastecimento”, explica.


De acordo com o engenheiro, as localidades que terão o abastecimento suspenso nesta quarta-feira são: Jardim Centenário, Bugio, Olaria, Santos Dumont, Siqueira Campos, Novo Paraíso, América, José Conrado de Araújo, e também nos conjuntos Jardim e Parque dos Faróis, em Nossa Senhora do Socorro.


Recursos do PAC


O Governo do Estado de Sergipe junto com o Governo Federal está investindo recursos da ordem de R$ 140 milhões para obras de duplicação de trechos de recalque e por gravidade da Adutora do São Francisco, duplicação das caixas de passagem e de quebra-carga, duplicação de ramais, recuperação e duplicação das ETAs Oviedo Teixeira e João Ednaldo. Com as obras, serão beneficiadas mais de 700 mil pessoas da capital e da Grande Aracaju, situadas nos complexos Marcos Freire e Fernando Collor, principalmente.