1ª etapa da vacinação contra paralisia infantil acontece dia 14

Canal Viva Bem


Foto: Márcio Garcez


A Gerência de Imunizações da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite acontece no dia 14 de junho em todo o Brasil, com o tema ‘Tem que vacinar, não pode bobear’. A meta do Ministério da Saúde (MS) é vacinar 95% das crianças menores de cinco anos, o que em Sergipe corresponde a 191.558 crianças nesta faixa etária.


De acordo com Sândala Oliveira, gerente de Imunizações da SES, os dias nacionais de vacinação contra poliomielite constituem experiências positivas e de resultado significativo, evidenciado pela ocorrência do último caso da doença em 1989. Por causa disso, em 1994, o Brasil recebeu o Certificado Internacional da Erradicação da Transmissão Autóctone do Poliovírus Selvagem.


Para manter os altos índices de cobertura, o Ministério da Saúde realiza a campanha em duas etapas, nos meses de junho e agosto. “Visando evitar a reintrodução do poliovírus, ainda presente em alguns países, é preciso manter as campanhas anuais de vacinação e efetivar uma vigilância epidemiológica ativa”, explicou Sândala.


Segundo ela, Sergipe receberá do MS 330 mil doses da vacina, que serão ofertadas à população em 1,5 mil postos em todo o Estado. Cinco mil pessoas e 250 veículos estarão envolvidos na ação para atender às crianças.


Estatísticas


Em 2007, foram vacinadas na primeira etapa 201.178 crianças, o equivalente a 95,19 %. Na segunda fase foram imunizadas 202.376 menores de cinco anos, ou seja, 95,75% do total no Estado. “É preciso lembrar que a vacinação é a única maneira de erradicar a doença, por isso os pais não devem esquecer de vacinar seus filhos e de levar o cartão de vacinas”, lembrou Sândala.


Paralisia Infantil


A poliomielite ou paralisia infantil é uma doença infecto-contagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro clássico de paralisia flácida de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores e tem como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade conservada e arreflexia (ausência de reflexo) no segmento atingido. A doença foi de alta incidência no Brasil em anos anteriores, deixando centenas de deficientes físicos a cada ano.


A vacina oral contra Poliomielite é considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como a única vacina capaz de viabilizar a erradicação global da poliomielite. O Brasil vem mantendo suas coberturas e tem alcançado altos índices nacionais.