Terceiro “Dia D” do Mangue Limpo movimenta bairro da zona sul

Canal Viva Bem


Realizado na manhã de sábado, 5/4, em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, o terceiro “Dia D” em defesa dos manguezais reuniu centenas de pessoas dos conjuntos habitacionais que compõe o bairro Jabotiana, na zona sul da cidade. Estudantes, professores, associação de moradores somaram-se aos integrantes do Comitê Sergipano de Saúde Ambiental nas ações de conscientização de preservação do meio ambiente. “Este é um dos bairros da cidade com uma vasta área de mangue que precisa ser conservada”, alertou Cleverton Silva, estudante do CEFET.


Entre as ações desenvolvidas no terceiro “Dia D” estavam incluídas as orientações de combate ao mosquito da dengue, com a participação de agentes de saúde da Unidade Municipal de Saúde Manoel Souza, que distribuíram material informativo e sorteou com a comunidade, mudas de Citronela. “Esta planta tem o poder de repelir os mosquitos inclusive o da dengue. É de fácil reprodução, lembra o “capim santo”, e se cada um plantar e fizer outras mudas e distribuir, teremos um repelente natural que não prejudica a saúde nem o meio ambiente”, explicou a agente de saúde Luzinete Santos, ressaltando que não basta só a planta. “Todos devem colaborar com a limpeza de seu domicílio e de sua comunidade, eliminando os possíveis locais de criadouro do mosquito”.


O terceiro “Dia D” começou com uma caminhada ecológica, onde várias crianças das escolas do bairro e do grupo de obesidade infantil do Serviço de Medicina Preventiva – Sempre Unimed levavam nas mãos, mudas de árvore para plantio e ao mesmo tempo por onde passavam chamavam a atenção dos moradores para a necessidade urgente da preservação e de não jogar lixo no manguezal. “É muito feio ver o mangue com lixo. As pessoas não deveriam jogar dejetos à toa. Isso prejudica o meio ambiente”, falou Gabriela Nascimento, de 10 anos, integrante do grupo infantil do Sempre Unimed.


Além do plantio de mudas de árvores, também aconteceu um torneio de futebol ecológico com times do bairro e apresentação de peças ambientais, como grupo teatral do CEFET. Durante as atividades, um trio elétrico animou os participantes, com músicas interpretadas pelo policial Soares, do Pelotão Ambiental.


Segundo os integrantes do Comitê, o terceiro “Dia D” do Projeto Mangue Limpo foi um sucesso. “Cada evento tem se superado. Neste, a participação da comunidade através das escolas foi bastante efetiva. Eles ficaram até o final das atividades”, afirmou Andrezza Pinheiro, assistente social do Sempre Unimed. Para Cleverton Silva, do CEFET, as ações do “Dia D” estão consolidadas e alcançando os objetivos traçados pelo Comitê. “Graças ao empenho do grupo, nós estamos plantando uma semente por onde estamos passando e assim contribuindo com as mudanças de hábitos e buscando melhorar a qualidade de vida das pessoas”, enfatizou.


Apoio


A realização do terceiro “Dia D” contou com o apoio da Emsurb, Associação de Bandeirantes, Secretaria Municipal de Saúde, CEFET, CARE, Secretaria de Educação, UNICI, Unimed, STM e Pelotão Ambiental.