NATAL

Canal Viva Bem


Fotos: Lízia Martins/AAN


Um dos primeiros locais da cidade de Aracaju a receber a decoração natalina do projeto Natal de Luz 2008 da Prefeitura de Aracaju foi o centro comercial da cidade. O projeto foi recentemente lançado pelo prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, juntamente com a intensa programação da festa do reveillon 2009. A população que transita pelos calçadões João Pessoa e das Laranjeiras já pode se inspirar no clima natalino emanado pelas primeiras peças instaladas no local.


Segundo Ivo Gato, artista escolhido para comandar a decoração natalina deste ano, dessa vez a inspiração para a criação da decoração foi a fé. “Por ser uma festa religiosa, o material trabalha em cima de catedrais, e o discurso está todo voltado para a fé. O natal é ponto de renovação da fé, e a mensagem que queremos passar é de reflexão e desapego.”, explica. O artista explica ainda que, para confeccionar as obras, o principal material utilizado foi a fibra de vidro, pois esta decora tanto durante o dia, quanto durante a noite – quando abriga centenas de micro lâmpadas.


Pedro Teles, proprietário de uma sorveteria no centro da cidade há seis meses, relata que a expectativa para o primeiro natal no local é muito boa. Ele conta ainda que pretende lucrar muito com o movimento e o calor que faz esta época do ano, quando o consumo de sorvetes aumenta. “Com a melhora no ambiente econômico, a tendência é crescer o movimento no comércio, o que é bom para nós. A prefeitura tem investido bastante na decoração do centro e isso deixa o comerciante mais orgulhoso de trabalhar aqui”, afirma o comerciante.


Para o gerente de vendas Cledson José dos Santos, a decoração natalina influencia para tornar propício o consumo nesta época do ano. “Agora é o melhor momento para decorar, pois o movimento já começou a aumentar. O público consumidor vai muito pela primeira impressão, então, quando vêem o Centro bem decorado, e todo o ambiente que a decoração traz, se sentem mais felizes em presentear quem amam”, opina Cledson dos Santos.


Em média 150 pessoas compõem o grupo que cria, produz e instala as obras de arte pela cidade. Dentre carpinteiros, pintores, desenhistas, eletricistas que integram a equipe, a maioria da mão-de-obra que trabalha no projeto é local. Ao todo, oito artistas plásticos e designers trabalham na criação das peças, dos quais três são sergipanos.