Instituto do Câncer terá prontuário digital móvel inédito no Brasil

Canal Viva Bem



O Instituto do Câncer de São Paulo “Octavio Frias de Oliveira”, ligado à Secretaria de Estado da Saúde e à Faculdade de Medicina da USP, será o primeiro hospital brasileiro a adotar um sistema de prontuário digital móvel que mostra o histórico médico de pacientes internados e permite até a prescrição de remédios.


 


Médicos e enfermeiros poderão utilizar a tecnologia, que já está em fase de testes no hospital, a partir de novembro. Com o sistema será possível verificar os dados do paciente, seu histórico na instituição, setores pelos quais passou, medicamentos que utilizou ou está tomando e imagens dos exames digitalizados.


 


Todas as informações estarão disponíveis em uma tela que ficará afixada no braço do profissional. Bastará passar o leitor no código de barras na pulseira do paciente. O equipamento também virá com uma câmera fotográfica acoplada. Será possível, ainda, prescrever medicamentos pelo sistema por meio de uma caneta similar às de palmtop.


 


A implantação da tecnologia será possível porque o prédio do Instituto do Câncer possui infra-estrutura para transmissão de dados sem fio (sistema wireless). Serão comprados cerca de 150 aparelhos, para as áreas de enfermaria e UTI.


 


“Trata-se de uma revolução na área hospitalar. O sistema agiliza a informação e, conseqüentemente, o atendimento. Além disso, é uma ferramenta importante para evitar erros e o acúmulo de papéis impressos”, afirma o diretor de Tecnologia da Informação e Infra-Estrutura Hospitalar da unidade, Erico Bueno.


 


O Instituto do Câncer de São Paulo, inaugurado em maio deste ano, fica na avenida Doutor Arnaldo, 251, Cerqueira César, zona oeste de São Paulo.