Gravação envolvendo a Saúde é armação, diz Rogério

Canal Viva Bem


O Secretário de Estado da Saúde, Rogério Carvalho, classificou como armação a  existência de uma gravação dando conta de um suposto esquema de fraude em licitações para compra de medicamentos. O material chegou às mãos do secretário na última quinta-feira, 1º/11, no mesmo dia em que foi citado pelo jornalista Diógenes Brayner em sua coluna diária no jornal Correio de Sergipe.


 


Em entrevista a emissoras de rádio locais nesta manhã, Rogério Carvalho não revelou o nome da pessoa que passou a gravação. Disse apenas se tratar de um político que não tem mandato, mas que disputou as últimas eleições. O secretário afirmou também que antes de entregar o CD, a referida pessoa chegou a tentar estabelecer algum tipo de negociação. “O que dá a entender que essa gravação tem a clara intenção de auferir alguma vantagem”, afirmou Rogério.


 


O material foi divulgado como sendo resultado de uma investigação policial, mas a Polícia Civil de Sergipe já revelou que não está envolvida no caso. “Da Polícia Federal também acreditamos que não partiu, já que ela costumar agir através de operações com mandados de busca e apreensão para somente depois revelar provas. Não há dúvidas de que a secretaria está sendo envolvida de forma leviana em um escândalo inexistente”.


 


Visita à SSP


O secretário de Segurança Pública, Kércio Pinto, foi procurado por Rogério e chegou a ouvir a gravação. Com a ajuda de peritos, ele confirmou que se trata de montagem pelo fato de existir som ambiente misturado com gravação telefônica, o que somente é feito mediante truques de edição eletrônica do áudio. Para confirmar a suspeita, o material foi encaminhado ao Instituto Nacional de Criminalística, órgão ligado à Polícia Federal. Até a conclusão do laudo pericial, Rogério afirmou que dará prosseguimento à sindicância aberta para apurar o caso.


 


Fonte: jornaldacidade.net