Depressão pode aumentar o risco de doenças cardíacas

Canal Viva Bem


Idosos que sofreram de depressão maior em algum momento da vida parecem enfrentar um elevado risco de doenças cardíacas, segundo pesquisadores da Universidade de Connecticut, nos Estados Unidos. Com isso, eles recomendam check-ups regulares nesses pacientes e controle de fatores de risco, reduzindo a pressão sangüínea, parando de fumar e adotando uma dieta saudável e atividades físicas.


 


Em estudo com mais de 10 mil pessoas com 60 anos ou mais, os autores observaram que aqueles que tiveram algum episódio de depressão maior eram duas vezes mais propensos de ter doença coronária. Os especialistas suspeitam que a depressão pode afetar o coração de forma direta, aumentando a atividade de células que promovem coagulação do sangue e afetando o sistema imunológico e partes do nervoso que regulam as respostas do coração ao estresse; ou indireta, afetando o estilo de vida.