Comissão discute movimento em defesa do trabalho médico

Canal Viva Bem


Os integrantes da Comissão Nacional de Remuneração e Mercado de Trabalho do Médico e Pró-SUS, composta pela Associação Médica Brasileira (AMB), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Federação Nacional dos Médicos (Fenam), estiveram reunidos em Brasília nesta quarta-feira, 27/2. Na pauta do encontro, a discussão de novas estratégias para o Movimento de Valorização do Sistema Único de Saúde (SUS) e Defesa do Trabalho Médico, lançado no dia 21 de novembro de 2007, e análise do esboço de plano de cargo e carreira específico para a categoria médica.


A Comissão estabeleceu duas novas datas para dar seguimento à luta em defesa da saúde brasileira. No dia 6 de março, das 9 às 12h, como parte do programa do I Encontro Nacional dos Conselhos de Medicina, haverá uma manifestação pública na Praça Santos Andrade, em Curitiba, Paraná. “O objetivo é chamar a atenção da sociedade e imprensa para as precárias condições de assistência pública e péssima remuneração dos médicos e demais profissionais de saúde”, relata o presidente da Comissão, o conselheiro Geraldo Guedes.


A manifestação pública em Defesa da Saúde contará com a presença de lideranças nacionais e estaduais das entidades médicas, diretores-clínicos de hospitais do Paraná, usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), acadêmicos, residentes e coordenadores dos cursos de medicina, além de profissionais de outras áreas da saúde e representantes das associações de moradores e população em geral.


Além disso, a Comissão Pró-SUS, juntamente com os presidentes das entidades nacionais, farão uma coletiva com a imprensa, prevista para 12h, onde discutirá sobre a saúde da população e divulgará a Carta Aberta ao Presidente Lula com reivindicações da categoria.


Foi determinada também uma reunião com as Comissões Estaduais, no dia 19 de março, para preparar atividades da semana mundial da saúde que terá início no dia 7 de abril.