Câncer infanto-juvenil: quais os principais sinais e sintomas da doença

Canal Viva Bem

Assim como em países desenvolvidos, no Brasil, o câncer já representa a primeira causa de morte (7% do total) por doença entre crianças e adolescentes de 1 a 19 anos, para todas as regiões. O câncer infanto-juvenil pode ser derrotado quando diagnosticado precocemente, por isso que é essencial identificar os principais sinais e sintomas da doença. Para falar sobre o assunto, o Viva Bem entrevistou o oncologista pediátrico Venâncio Gumes Lopes, que explicou os sintomas mais identificados em crianças e adolescentes e a importância do tratamento precoce.

De acordo com o oncologista pediátrico Venâncio Gumes, qualquer sinal diferente é preciso ser identificado rápido para diminuir o estágio da doença. “Existem crianças que chegam em estágio avançado da doença por causa da não identificação da doença logo no início. Por isso que é importante os pais e familiares das crianças estranharem qualquer sinal suspeito e procurar um especialista, até mesmo um professor, uma babá, pode identificar a diferença no sinal da criança”, explicou.

Ainda segundo Venâncio Gumes, dependendo dos casos, existem tipos de câncer que o tumor em crianças é mais agressivo e em apenas 4 dias o tumor pode crescer. “Esses tumores, por serem mais agressivos, a resposta é melhor ao tratamento, por isso a importância do tratamento precoce. Nosso objetivo é fazer com que a qualidade de vida da criança seja boa, principalmente para que a doença não volte. O encaminhamento aos serviços de saúde deve ser feito com urgência, assim que algo diferente for diagnosticado”, disse.

O oncologista pediátrico também ressaltou que os tumores em crianças são mais agressivos que em adultos. “Os tumores em crianças dobram de tamanho e crescem desordenadamente no local aonde não era para crescer e são essas células que replicam e que geram um tumor. No adulto, esse tumor se replica de forma mais lenta, já na criança o tumor cresce mais rápido”.

Contra o câncer, o oncologista explicou que existem três tipos de tratamento: quimioterapia, radioterapia e cirurgia. “Se um tumor não responde a uma quimioterapia, pode avaliar se dá para fazer uma radioterapia ou cirurgia, ou seja, vai depender de cada caso”.

Alguns sintomas

Dores de cabeça pela manhã e vômito; Caroços no pescoço, nas axilas e na virilha, ínguas que não desaparecem; Dores nas pernas  que não passam e atrapalham as atividades das crianças; Manchas arroxeadas na pele, como hematomas ou pintinhas vermelhas; Aumento de tamanho de barriga; Brilho branco em um ou nos dois olhos quando a criança sai em fotografias com flash.

Fotos: Divulgação