Aracaju terá 60% de cobertura sanitária até dezembro

Canal Viva Bem


Até o final deste ano, 60% de Aracaju deverá contar com rede de esgoto. A informação foi passada pelo presidente da Companhia de Saneamento Básico de Sergipe (Deso), Max Montalvão, durante almoço na Sociedade Médica de Sergipe (Somese) no dia 17/1.


O convidado para o encontro semanal aproveitou também para relatar um pouco sobre o trabalho desenvolvido pela empresa, responsável pelo abastecimento de água potável para 71 dos 75 municípios do Estado. Max Maia falou ainda que, apesar da redução da vazão pela Hidrelétrica de Xingó, no rio São Francisco, até o momento o abastecimento está sendo mantido dentro da normalidade.


O presidente da Deso respondeu ainda questionamentos feitos pelos presentes ao almoço, a exemplo de se a empresa responde pela preservação dos mananciais sergipanos, e também sobre a manutenção das bocas de lobo e canais de Aracaju. “Nós temos uma preocupação sim em preservar os rios, mas que cuida diretamente disso é a Adema”, informou.


Já sobre a manutenção e limpeza dos canais e bocas de lobo, Max Montalvão explicou que o trabalho é desenvolvido pela Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb). “A parte de limpeza cabe a Emsurb e a manutenção da estrutura física à Empresa Municipal de Urbanização, a Emurb”.


 


Rede de esgoto


A rede de esgotamento sanitário de Aracaju está sendo ampliada. Segundo Max Montalvão, o sistema está sendo implementado nos bairros Sagrada Família (Coqueiral) e no Santa Maria. “Esses trabalhos estão sendo desenvolvidos em parceria com a Prefeitura de Aracaju. Até o final deste ano, 60% da capital já contará com o sistema de esgoto”.