Viva Bem entrevista Terapeuta Sexual

Canal Viva Bem

Num relacionamento nem tudo são flores. Muitas vezes, o estresse, as preocupações comprometem a vida sexual, por outro lado, as disfunções sexuais também. O Viva Bem deste domingo, 03/09, falou desse assunto tão delicado com a psicóloga e terapeuta sexual Régia Brito. O programa vai ao ar sempre aos domingos, a partir das 7h na Fan FM 99, 7.

Durante a entrevista, a psicóloga e terapeuta sexual Régia Brito destacou que esse ainda é um assunto que precisa ser desmistificado. “Às vezes as pessoas estão passando por problemas financeiros, problemas no trabalho ou problemas pessoais e isso muitas vezes afeta a vida sexual do casal, por conta do estresse e preocupação, a pessoa pode perder a vontade ou desejo pelo sexo. Então o trabalho da terapia sexual é uma forma de ajudar a vida sexual do casal, através de acompanhamento e orientação. O profissional ginecologista também está preparado para ouvir o casal, mas nesse caso o psicólogo especializado em terapia sexual é o mais indicado”, informou.

A terapeuta ainda explicou que devido a uma própria cultura popular, o sexo é deixado de lado diante de situações difíceis da vida, mas esclarece que isso não é bom para a vida a dois. “Tem muitos casais que se relacionam muito pouco quando estão preocupados ou com problemas, muitos só têm relações sexuais uma vez por mês e mesmo assim por obrigação. Acabam não sentindo prazer e vira uma coisa de rotina. Também já é uma cultura de que o homem pensa mais em sexo do que a mulher, por conta dos problemas com os filhos, com os afazeres domésticos, e muitas mulheres procuram mais ajuda na terapia sexual diante desses problemas para resgatar seu relacionamento”, enfatizou.

A terapeuta explica que o sexo também precisa ser prioridade, que seja agradável e prazerosa para os dois. “O principal é ter o sentimento pelo parceiro, ter amor por aquela pessoa e não pode ser feito por obrigação. Sexo também é saúde e precisa ser bom para os dois. Com relação aos dias, o sexo pode ser feito todos os dias, para se criar o hábito e para o corpo ter desejo e vontade de fazer, é como uma atividade física, se você para de fazer, o corpo vai desacostumando e gerando preguiça”, esclareceu.

Para Régia Brito, sair da rotina utilizando a criatividade também é uma forma de melhorar o relacionamento sexual. “Utilizar roupas diferentes, se relacionar em ambientes diferentes e até mesmo o casal ir ao motel também é uma forma do casal sair da rotina. Para quem tem filhos, é importante trancar o quarto e educar as crianças para que eles não atrapalhem o casal. Não é nada demais avisar as crianças de uma forma simples que o papai e a mamãe também namoram, isso faz com que as crianças não atrapalhem o relacionamento do casal”, afirmou.