Viva Bem entrevista enfermeira Inês Moura para falar sobre úlcera por pressão

Canal Viva Bem

Neste sábado, 28, o programa Viva Bem, apresentado por Magna Santana na Ilha FM, abordou um tema muito importante: a prevenção e o tratamento das úlceras por pressão (conhecidas como escaras), que são aquelas feridas que surgem quando uma pessoa fica muito tempo acamada ou numa mesma posição. A entrevistada para falar sobre esse tema tão delicado foi Inês D’Ávila Moura, que é especialista em enfermagem dermatológica. Confira a entrevista:

Magna Santana: Qual o conceito de escaras? E o que é a úlcera por pressão?

Inês Moura: A escara é qualquer ferida que tenha o tecido morto desvitalizado, ou seja, qualquer ferida pode ser considerada como escara. E quando a ferida é oriunda do fato do paciente está acamado, ela é classificada internacionalmente como úlcera por pressão, que tem vários estágios e depende nível de mobilidade do paciente.

MS: Mas todas elas precisam de uma atenção e um tratamento adequado?

IM: Sim. O cuidado tem que ser redobrado principalmente com os idosos. A qualidade de vida das pessoas vem aumentando e isso aumenta o número de idosos, mas muitas vezes os idosos com idade muito avançada acaba diminuindo sua mobilidade e ficando muito tempo numa cama, sem se locomover. E a partir do momento que o idoso diminui sua mobilidade e torna-se um acamado deve-se pensar primeiramente na prevenção, pois o melhor tratamento é a prevenção.

MS: Quais as principais formas de prevenção da doença?

IM: Um dos fatores que é preciso observar é o colchão, pois precisa ser mais confortável, os mais usados são os colchões infláveis e os pneumáticos (que são mais avançados). Outro fator é observar os locais que são mais propensos a formar úlceras, que são abaixo da coluna, entre as nádegas, os tornozelos. Já tem um estudo avançado que cria uma pele nesse paciente nas áreas propensas a úlceras, isso fará com que ofereça uma proteção melhor nessas áreas. É importante também hidratar sempre a pele do paciente, diariamente após o banho. Além de observar a questão da troca de fraldas e a limpeza da área com água e sabão.

MS: É correto usar pomadas cicatrizantes?

IM: Seria maravilhoso se existisse uma pomada totalmente cicatrizante. É preciso primeiro saber o estágio da ferida, as características daquele leito da ferida, pois nem toda pomada vai servir, depende de uma série de fatores. É por isso que as úlceras são classificadas em quatro estágios (1, 2, 3 e 4). Mas em feridas de estágio simples, pode sim usar feridas cicatrizantes, mas é preciso fazer uma avaliação da ferida para usar o tratamento adequada.